Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

PC fecha laboratório de produtos à base de maconha em Marataízes

A ação foi realizada na quarta-feira (3). As investigações apontaram uma mulher de 32 anos como a responsável pela produção

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Um laboratório que fabricava produtos artesanais à base de maconha, em Barra do Itapemirim, em Marataízes, no Litoral Sul do Espírito Santo, foi desativado pela Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Marataízes. 

A ação foi realizada na quarta-feira (3). As investigações apontaram uma mulher de 32 anos como a responsável pela produção.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp e do nosso canal do Telegram!

O titular da Delegacia de Marataízes, delegado Caetano Netto, informou que a ação policial conjunta foi autorizada pela Justiça da Vara Criminal de Marataízes para cumprimento de um mandado de busca e apreensão na casa da suspeita, após descoberta de que ela fabricava produtos, como hidratantes, óleos, sabonetes, além de bolos, biscoitos e outros alimentos, com maconha e os ofertava na internet.

Publicidade

No local, as equipes encontraram raízes, galhos e folhas da droga. Também foram apreendidos pelos policiais diversos produtos e vários cartões com a marca da empresa, além de rótulos dos produtos fabricados. 

Segundo o delegado Caetano Netto, o material apreendido será analisado pela Perícia Química da Polícia Civil, com o objetivo de constatar os eventuais ilícitos.

Publicidade

A suspeita alegou ser microempreendedora individual (MEI) e informou que a empresa está cadastrada para comércio varejista de cosméticos. Ela foi encaminhada à delegacia, prestou informações e foi liberada.

“A mulher responderá ao inquérito inicialmente por tráfico de drogas. Ela não foi presa no ato porque depende da perícia para constatar a natureza do material apreendido”, acrescentou Caetano Netto.

LEIA TAMBÉM: Pai que ameaçou matar filhas por frequentarem terreiro de umbanda no ES é solto

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.