Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Renegocia: veja passo a passo para negociar dívidas em mutirão

Apesar de ser voltado para os superendividados, todos os brasileiros com débitos em aberto podem participar do programa e renegociar...

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7


Folha Vitória
Folha Vitória

Começa nesta segunda-feira (24), o "Renegocia!". O programa é organizado pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon). A iniciativa é voltada, principalmente, para a população que se enquadra na categoria de superendividada, cuja dívida ultrapassa a capacidade de pagamento.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

A previsão é que o programa se estenda até 11 de agosto. Apesar de ser voltado para os superendividados, todos que têm débitos em aberto podem participar do programa.

Veja o passo a passo para negociar dívidas

Para fazer a negociação, é preciso acessar ao portal consumidor.gov.br. Para isso, o consumidor deve utilizar a conta gov.br prata ou ouro. 

Publicidade

Em seguida, o dividendo deve selecionar o credor que deseja renegociar uma débito e formalizar o pedido. Ao preencher a solicitação, selecione no campo "Problema" a opção "Renegociação/parcelamento de dívida". 

LEIA TAMBÉM: Imposto de Renda: Receita libera hoje consulta ao 3º lote de restituição

Publicidade

No campo "Descrição da Reclamação", informe que deseja participar da ação de renegociação de débitos. O credor apresentará uma resposta que será avaliada pelo consumidor.

Ao longo do período, é possível interagir com a empresa, anexar documentos, tirar dúvidas e até complementar a reclamação, caso necessário.

Publicidade

Quais dívidas podem ser renegociadas?

Pelo Renogocia! será possível renegociar dívidas com instituições financeiras, empresas de telefonia, água, energia elétrica, entre outros. O programa não inclui dívidas com pensão alimentícia, crédito rural e imobiliário.

LEIA TAMBÉM: Abono salarial PIS/Pasep ainda tem R$ 1 bilhão para ser sacado

Como participar do programa?

Quem se enquadrar e desejar participar do Renegocia! deve procurar os órgãos de defesa do consumidor, como Procons, Ministério Público e Defensoria Pública, mais próximos. Também é possível participar do programa pelo portal consumidor.gov.br.

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, quem aderir ao programa pode conseguir uma condição mais favorável para o pagamento da dívida e possíveis descontos.

Quais os documentos necessários?

Para a negociação, é preciso apresentar um documento pessoal e o contrato da dívida. Também é possível apresentar faturas e comprovante de pagamentos.

LEIA TAMBÉM: Bolsa Família: beneficiários com NIS de final 5 recebem nesta segunda

Qual a diferença entre o "Renegocia!" e o "Desenrola"?

Na semana passada, o governo federal lançou o Desenrola, um programa também destinado para a renegociação de dívidas.

No Desenrola, poderão ser negociadas dívidas de até R$ 5 mil e a renda do consumidor não pode ultrapassar R$ 20 mil. Também são permitidas apenas dívidas bancárias, e as instituições financeiras farão contato com o consumidor.

No Renegocia!, são permitidas dívidas bancárias e não bancárias, não há restrição de valor da dívida nem de renda pessoal, e haverá acompanhamento pelos órgãos de defesa.

*Com informações do Estadão Conteúdo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.