Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Setor de turismo voltará a níveis pré-pandêmicos em 2023

A previsão é da Organização Mundial do Turismo, ligado à ONU, que estima que o setor vai alcançar, ainda neste ano, de 80% a 95% dos...

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7


Foto: Divulgação/DINO

A estabilidade e a diminuição de casos da Covid-19 em 2022 ajudaram o setor de turismo a retomar as atividades em todo mundo. Para 2023, essa recuperação seguirá e chegará a 95% dos níveis registrados antes da crise sanitária. É o que prevê a Organização Mundial do Turismo, ligada à Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo a entidade, a recuperação total ainda depende de fatores como extensão da desaceleração econômica, da recuperação das viagens na Ásia e no Pacífico e de uma solução para a ofensiva russa na Ucrânia. O aumento das atividades turísticas deverá se concentrar na Europa, Oriente Médio e Américas.

No Brasil, de acordo com o governo federal, nos primeiros dois meses do ano, e impulsionado pelas festividades do carnaval, o país registrou a entrada de 1,5 milhão de turistas estrangeiros, que foram responsáveis pela injeção de US$ 1,1 bilhão na economia nacional. Esse valor supera a cifra dos primeiros dois meses de 2020, de US$ 1,060 bilhão, quando a pandemia da Covid-19 ainda era incipiente no país.

Publicidade

As expectativas de que o turismo terá melhores dias em 2023 também é compartilhada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A pesquisa Panorama do Turismo, realizada pela entidade em novembro passado, revelou que em 2022 o mercado brasileiro faturou R$ 35,96 bilhões. Esse montante representa um aumento de 27,9% em relação ao mesmo período de 2021. Para 2023, a expectativa de crescimento é de 2,9% e o setor aposta nos oito feriadões programados para este ano.

Com os números positivos, o mercado de Turismo se torna atrativo para quem quer ingressar na área ou conquistar melhores posições profissionais. Com 15 anos de experiência nas áreas de Negócios, Liderança, Gestão e Turismo, a gerente de hospitalidade Camila Aguilar Galeno concorda que, diante do cenário animador, vai se destacar o profissional que souber aproveitar as oportunidades que o momento atual do mercado oferece. Ela explica que, para prosperar na profissão, algumas habilidades são recomendadas e a primeira delas é desenvolver boa comunicação.

Publicidade

“Para ter boa comunicação, esse profissional precisa ser, empático, deverá ouvir o cliente, entender o que gostariam de fazer, seja uma viagem a trabalho, lazer ou estudo e assim, juntos, elaborarem a melhor opção para a viagem. Uma comunicação clara gera a retenção e, principalmente, a fidelização do cliente”, comenta.

Trabalhar na área de turismo também exige resiliência e planejamento

Publicidade

Outras características importantes do profissional que pretende atuar no mercado de turismo e hospitalidade são a adaptabilidade e a organização. No primeiro caso, segundo Camila Galeno, o profissional precisa ter a capacidade de se adaptar a novas situações e necessidades, pois o mercado muda constantemente.

“Em relação à organização, essa habilidade é importante pois a atividade exige muito gerenciamento, cuidado, planejamento e pesquisas, uma vez que envolvem diversos setores da economia, como transporte, alimentação, hospedagem, eventos, marketing e sustentabilidade, por exemplo”, reforça.

A profissional ressalta que é preciso ainda ser capaz de ajustar o modelo de negócios a precificação dos serviços prestados, em razão do mercado volátil. Em relação a destinos promissores e que devem estar no radar de quem quer atuar na área, é preciso ficar atento aos Estados Unidos, que ocupa o topo no que se refere a viagens e turismo, e contribui com US$ 1,3 trilhão para o PIB (Produto Interno Bruto) daquele país.

“Para quem quiser aproveitar, as portas estão abertas. As pessoas estão viajando mais e querendo, cada vez mais, conhecer novas culturas e novos lugares. E isso é muito importante, uma vez que o turismo e a hotelaria contribuem para o aumento da geração de empregos, fomentam a economia e ajudam no desenvolvimento de ações sustentáveis”, atesta Camila Galeno.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.