Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Fazendas da massa falida da Boi Gordo voltam a ser leiloadas nesta terça-feira

Lance inicial de R$ 315 mi pelos 131 mil hectares de terras é 40% menor do que a avaliação

Economia|Do R7


Terras são equivalentes ao tamanho da mancha urbana de SP
Terras são equivalentes ao tamanho da mancha urbana de SP

As fazendas que pertencem massa falida da Boi Gordo, esquema de pirâmide financeira que atuou no País na década de 90, voltam a ser leiloadas nesta terça-feira (21). O leilão eletrônico ocorrerá pela empresa Lut, com a oferta dos 131 hectares por R$ 315 milhões, valor 40% menor ao de avaliação, segundo o leiloeiro.

As terras são equivalentes ao tamanho da mancha urbana de São Paulo e estão localizadas em Comodoro, oeste de Mato Grosso.

Caso não haja lances para aquisição única de todas as fazendas que a compõem, ocorrerá outro leilão eletrônico e presencial no dia 29. A ação terá lotes com as 31 fazendas do terreno, que possuem áreas de 3.000 a 8.000 hectares, além de 02 lotes menores.

De acordo com o leiloeiro, as condições de pagamento para o arrematante foram facilitadas e o interessado poderá pagar 20% do valor do lance, mais a comissão de 4,5% do leiloeiro, em até 24h após o leilão. O restante poderá ser pago em até cinco prestações semestrais iguais e consecutivas corrigidas pelo índice da tabela prática do TJSP e acrescidas de juros simples de 1% ao mês.

Publicidade

Entenda o caso

Criada em 1988, a empresa Fazendas Reunidas Boi Gordo iniciou em 1996 processo de abertura de investimentos em animais, com a promessa de retorno, após 18 meses, do lucro da venda do boi engordado com 42% de rendimento via certificados de investimentos. Mais de 30 mil pessoas ingressaram no modelo de “pirâmide financeira”, que pagava contratos vencidos com recursos de novos investidores.

Publicidade

Em 2001, a empresa pediu concordata, uma vez que o dinheiro investido passou a ser direcionado para outros negócios do empresário Paulo Roberto de Andrade, fundador da empresa. Com uma despesa a pagar maior que a receita, a Boi Gordo faliu em 2004.

O processo de falência da Boi Gordo tramita na 1ª Vara Cível do Foro Central da Comarca de São Paulo, não havendo notícia de impedimentos jurídicos para ocupação pelo comprador que arrematar a fazenda.

Caso não haja lances para aquisição única de todas as fazendas, outro leilão acontecerá no dia 29
Caso não haja lances para aquisição única de todas as fazendas, outro leilão acontecerá no dia 29

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.