Educação Projeto leva simulações de assembleias da ONU a Etecs

Projeto leva simulações de assembleias da ONU a Etecs

Instituições de ensino de Santo André (SP) promovem encontros; projeto estimula jovens a criarem 'resoluções' em questões internacionais

  • Educação | Do R7

Pauta deve se orientar pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030

Pauta deve se orientar pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030

TIMOTHY A. CLARY / AFP

As Etecs (Escolas Técnicas Estaduais) Júlio Cardoso, de Franca; Jorge Street, de São Caetano; e Júlio de Mesquita, de Santo André (SP) recebem um projeto que leva as simulações de assembleias da ONU (Organização das Nações Unidas) a promoverem experiências inovadoras com estudantes do ensino médio técnico.

Projeto criado pelo Eresp (Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores de São Paulo), incentiva os jovens das escolas públicas estaduais e municipais a simular, de forma mais realista, uma assembleia da ONU, por meio de 'resoluções' em questões internacionais.

Como funciona?

O projeto é formatado em 20 horas-aula, que somam conteúdo e debates até o grande dia: simulação da ONU. Após pesquisas e treinamentos, a sessão simulada é aberta a parceiros, convidados e familiares.

Os alunos, nas bancadas, assumem a função de delegados, com uma placa informativa do país que representam. Neste ano, a pauta deve se orientar pelos 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da Agenda 2030 da ONU.

Uma parceria entre o CPS (Centro Paula Souza) e Escritório de Relações Internacionais San Tiago Dantas, por meio da Unesp (Universidade Estadual Paulista), Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e PUC (Pontifícia Universidade Católica), possibilita uma orientação dos estudantes do curso de relações internacionais a auxiliar os alunos inscritos no projeto.

Modelo para o mundo

No Brasil, as simulações já fazem parte de uma tradição nos colégios particulares e faculdades. O modelo original de simulação, criado na prestigiosa Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, data de 1955 e é conhecido como HNMUN (Harvard National Model United Nations).

O Monuem está sendo implantado de forma a se estruturar para ter uma longa vida e chegar ao currículo escolar. Para isso, precisa formar professores. Nas Etecs, está sendo implementado com uma estratégia bem definida: as turmas são formadas, nesta primeira edição, entre alunos do 1° e do 2° ano. 

Últimas