Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2018
Publicidade

PT tira do ar links de apoio a Venezuela e a Maduro

Manifestações favoráveis do PT ao governo de Maduro são alvos de críticas por parte de Jair Bolsonaro, adversário de Haddad no segundo turno

Eleições 2018|Do R7

PT tira do ar links de apoio a Venezuela
PT tira do ar links de apoio a Venezuela PT tira do ar links de apoio a Venezuela

O PT (Partido dos Trabalhadores) tirou do ar do seu site oficial duas notas em que o partido manifesta apoio ao governo de Nicolás Maduro, da Venezuela.

A nota “PT divulga nota em apoio à Venezuela”, de 3 de abril de 2017, é redirecionada para uma outra matéria, intitulada “Você sabia? Haddad já foi eleito o melhor prefeito da América Latina”.

Já outra nota, de 16 de outubro de 2017, chamada de "Venezuela: mais uma vez, exemplo de democracia e participação cidadã!” não está mais disponível no site.

O apoio dos petistas a Maduro é bastante criticado por Jair Bolsonaro (PSL), adversário de Fernando Haddad (PT), no segundo turno das eleições. O próprio candidato do PSL, na quinta-feira (11), chamou a atenção nas redes sociais sobre o link não estar funcionando.

Publicidade

"Será que a ordem veio de dentro da prisão?", escreveu o candidato se referindo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde abril.

A Venezuela vive uma grande crise política e econômica e é acusada por órgãos internacionais de cometer violações de direitos humanos.

Publicidade

Outro lado

A assessoria de imprensa do candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse que o assunto não é tema da campanha e sim do partido, que, por sua vez afirmou ter bloqueado o acesso ao link por conta de mensagens de WhatsApp que estariam utilizando o comunicado como pretexto para distorcer a posição do PT sobre a Venezuela e disseminar notícias falsas. O partido ainda afirmou que apesar de os links não funcionarem, as notas foram apenas bloqueadas, mas seguem no ar e estuda maneiras de colocá-las de volta no site: " Não nos interessa manter bloqueado".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.