Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Hora 7
Publicidade

Influenciador é preso após fingir ser médico para ganhar seguidores

Matthew Bogani se filmava de jaleco e estetoscópio andando por hospitais e dizendo que estava visitando pacientes

Hora 7|Do R7

Um influenciador digital sul-africano foi preso em Joanesburgo depois de fingir ser médico em um hospital e passar conselhos relacionados à saúde para seus mais de 300 mil seguidores. Ele não tem nenhuma experiência ou formação na área.

Matthew Bogani Lani, de 27 anos, ganhou fama na internet quando começou a dizer que era um dos doutores mais jovens da África do Sul. Ele afirmava ser um gênio, que se formou na escola com 16 anos e se matriculou direto na universidade.

O rapaz constantemente se filmava andando por corredores de hospitais, vestindo um jaleco branco e com um estetoscópio no pescoço, afirmando que estava indo visitar pacientes.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto

Matthew foi preso em uma de suas visitas ao Hospital Helen Joseph, em Joanesburgo, para fazer mais algumas gravações passeando pelo local.

Publicidade

"Lani foi pego pouco antes das 20h disfarçado com um moletom, usando uma máscara cirúrgica e um estetoscópio no pescoço. Ele já havia entrado nas mesmas instalações para fazer alguns vídeos sob o pretexto de ser um médico qualificado", disse um porta-voz do Departamento de Saúde de Gauteng ao site Oddity Central.

O TikTok acabou banindo a conta do falso médico depois que a Universidade de Witwatersrand e o Conselho de Profissões de Saúde da África do Sul negaram ter tido Matthew Lani como estudante ou membro.

Influenciador tinha mais de 300 mil seguidores
Influenciador tinha mais de 300 mil seguidores Influenciador tinha mais de 300 mil seguidores

A Autoridade Nacional de Procuradoria (NPA) da África do Sul emitiu uma declaração dizendo que não tinha “nenhuma prova” para acusar Matthew Lani, após o advogado de defesa afirmar que o jovem estava apenas se divertindo e fazendo conteúdo online.

"Não há nenhum reclamante aqui que diga que ele realmente se consultou como médico… então, como resultado, não há nenhum caso contra ele", disse o promotor que julgou o caso.

No entanto, o influenciador ainda não está totalmente livre, já que a NPA solicitou mais investigações para decidir se deve ou não instaurar um processo criminal contra o suspeito.

Cirurgias plásticas e vida cor-de-rosa: Barbies e Kens humanos fazem sucesso na internet

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.