Internacional Mosaico é nova pista sobre local onde Jesus teria multiplicado pães

Mosaico é nova pista sobre local onde Jesus teria multiplicado pães

Descoberta arqueológica pode fazer a tradicional localização da passagem bíblica mudar de um lado para outro do Mar da Galileia

Mosaico é nova pista sobre local onde Jesus multiplicou pães e peixes

Mosaico foi descoberto em antiga igreja na margem oriental do Mar da Galileia

Mosaico foi descoberto em antiga igreja na margem oriental do Mar da Galileia

Instituto Zinman de Arqueología via EFE

Pesquisadores israelenses descobriram, sob as ruínas de uma antiga igreja localizada em um sítio arqueológico nas Colinas do Golã, um mosaico dos primeiros anos da Era de Cristo que reabriu o debate sobre o lugar exato onde, segundo a tradição cristã, Jesus teria realizado o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes.

As escavações arqueológicas na antiga cidade de Hipos, ao sul da margem oriental do Mar da Galileia, revelaram sob o teto desabado de uma igreja um mural em excelentes condições com diversos cestos de pães e peixes.

De acordo com Michael Eisenberg, arqueólogo da Universidade de Haifa e diretor das escavações, "uma leitura cuidados do Novo Testamento" indica que o lugar do milagre poderia ser justamente ao norte de Hipos, que na época de Cristo ocupava um território bastante extenso na margem do lago de água doce que tantas vezes aparece nos relatos bíblicos.

'Milagre próximo'

"A comunidade local conhecia o milagre dos pães e peixes e poderia saber da sua localização aproximada", avalia o especialista, para quem os criadores do mosaico "quiseram criar a conexão com um milagre que não aconteceu longe" do lugar onde a igreja e o mosaico estão localizados.

Hoje em dia, a Igreja de Tabgha, situada ao norte do Mar da Galileia e margem oposta a Hipos, é o lugar onde a tradição cristã considera ser onde Jesus multiplicou cinco pães e dois peixes para repartir entre uma multidão que o seguia.

A igreja é um dos lugares mais visitados por peregrinos cristãos em Israel.

A história de Hipos

Vista aérea do mosaico encontrado em Hipos

Vista aérea do mosaico encontrado em Hipos

Instituto Zinman de Arqueología via EFE

Os restos da cidade de Hipos estão localizado em uma colina próxima do Mar da Galileia, onde os historiadores dizem que os primeiros cristãos podiam observar as águas do mar sobre as quais, diz a Bíblia, Jesus caminhou.

Fundada no Século II antes de Cristo, Hipos foi um dinâmico centro urbano, especialmente durante o Império Bizantino. Chegou a contar com 4 mil habitantes e se converteu na cidade cristã mais importante da Galileia.

No seu auge, teria contado com 7 igrejas, que testemunharam a prosperidade dos habitantes, que sobreviviam da agricultura e da pesca.

Em uma delas, provavelmente destruída em um incêndio, as equipes encontraram o mosaico.

Os arqueólogos que trabalham no local descrevem o mosaico como tendo "decorações bonitas e simples" que detalham o simbolismo religioso da época.

Para garantir sua proteção, ele ficará coberto até o ano que vem, quando se retomará a excavação em busca de mais detalhes que possam jogar luz sobre o milagre da multiplicação dos pães e peixes.