Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Netanyahu promete resposta 'vigorosa' aos ataques em Israel

Premiê reforçou que não busca escalada dos conflitos, mas enfatizou que país está pronto para qualquer cenário

Internacional|Do R7

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em visita a local de atentado
Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em visita a local de atentado Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em visita a local de atentado

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, prometeu, neste sábado (28), uma resposta "vigorosa" a dois ataques cometidos por palestinos em Jerusalém Oriental, em um dos quais morreram sete israelenses.

"Nossa resposta será vigorosa, rápida e precisa", declarou Netanyahu antes de uma reunião do gabinete de segurança nacional. "Não estamos buscando uma escalada, mas estamos preparados para qualquer cenário", acrescentou.

Os atentados acontecem em um momento de escalada da violência, que acelerou na quinta-feira (26), após uma das operações mais letais do exército israelense na Cisjordânia ocupada em quase duas décadas, que terminou com nove palestinos mortos.

As forças de segurança israelenses foram colocadas em estado de alerta máximo, em meio aos apelos internacionais para evitar uma piora do conflito.

Publicidade

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, viajará na semana que vem à região, onde discutirá com os dirigentes de Egipto, Israel e Cisjordânia "os passos a serem seguidos para reduzir as tensões", informou o Departamento de Estado.

Netanyahu, primeiro-ministro de Israel entre 2009 e 2021, retornou ao poder no mês passado, à frente de uma coalizão que inclui partidos de extrema direita e religiosos ultraortodoxos.

Publicidade

Neste sábado, o premiê prometeu "processos acelerados" de fechamento e demolição de residências de autores de atentados contra Israel, uma ação que ONGs de defesa dos direitos humanos denunciam como medidas de punição coletiva.

Também propôs facilitar o porte de armas para civis e suprimir os benefícios sociais de "famílias que apoiam o terrorismo".

Jihad Islâmica elogia ataque em sinagoga em Israel

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.