Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Polícia francesa proíbe concentrações em frente ao Parlamento após protestos

Autoridades afirmam que decisão é devido aos graves riscos de perturbação da ordem pública e da segurança

Internacional|Do R7


A polícia francesa proibiu reuniões na Place de la Concorde, em Paris, em frente ao Parlamento, neste sábado (18), após duas noites de protestos contra uma polêmica reforma previdenciária que levou a incidentes.

"Devido aos graves riscos de perturbação da ordem pública e da segurança, todas as reuniões nas vias públicas dentro e ao redor da Place de la Concorde, bem como na área de Champs-Elysées, estão proibidas", disse a polícia à AFP.

“As pessoas que tentarem se encontrar serão despejadas, e possivelmente multadas pela polícia”, acrescentou a mesma fonte.

O presidente liberal Emmanuel Macron decidiu na quinta-feira adotar uma polêmica reforma da Previdência, sem submetê-la ao voto dos deputados, temendo uma derrota no Parlamento, por força de um mecanismo legal: o polêmico artigo 49.3 da Constituição.

Publicidade

Seu objetivo é atrasar a idade de aposentadoria de 62 para 64 anos até 2030 e antecipar para 2027 a exigência de contribuir 43 anos (e não 42 como agora) para receber uma pensão completa.

Leia também

Milhares de pessoas se reuniram na noite de sexta-feira em modo de protesto na Place de la Concord, onde ocorreram incidentes que resultaram em 61 prisões.

Publicidade

Alguns grupos atiraram garrafas e fogos de artifício contra as forças de segurança, que responderam com gás lacrimogêneo para evacuar o local onde ardia uma grande fogueira.

No dia anterior, 10.000 manifestantes se reuniram na praça central e 258 foram presos.

Vira carro e bota fogo: França é conhecida pelas grandes manifestações ao longo dos séculos

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.