Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Tribunal de Belarus condena vencedor do Nobel da Paz a 10 anos de prisão

Ativista foi preso após ser investigado por manifestações contra a eleição do presidente da Bielorrússia em 2020

Internacional|Do R7

Bialiatski venceu o Prêmio Nobel da Paz em 2022
Bialiatski venceu o Prêmio Nobel da Paz em 2022 Bialiatski venceu o Prêmio Nobel da Paz em 2022

Um tribunal da Bielorrússia condenou nesta sexta-feira (3) o ativista pró-democracia Ales Bialiatski, um dos vencedores do Prêmio Nobel da Paz de 2022, a dez anos de prisão, informou sua organização de defesa dos direitos humanos.

A ONG Viasna afirmou que outros dois ativistas julgados ao lado de Bialiatski, Valentin Stefanovitch e Vladimir Labkovitch, foram condenados a nove e sete anos de prisão, respectivamente.

Os três foram detidos após as históricas manifestações contra a polêmica reeleição, em 2020, do presidente bielorrusso Alexander Lukashenko.

Bialiatski, de 60 anos e fundador da Viasna, em 1996, e os outros dois ativistas foram acusados de financiar "atividades que violam gravemente a ordem pública", segundo a ONG.

Publicidade

A líder opositora bielorrussa Svetlana Tikhanovskaya criticou a condenação. "Devemos fazer todo o possível para lutar contra essa injustiça vergonhosa", escreveu no Twitter.

Bialiatski venceu o Nobel da Paz por sua defesa dos direitos humanos. Ele dividiu o prêmio com a ONG russa Memorial e a organização ucraniana Centro para as Liberdades Civis.

Grande incêndio atinge arranha-céu em Hong Kong

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.