Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Diego, filho de Terezinha, é encontrado morto em penitenciária na Grande BH

"Falsa avó", Terezinha, e o filho, Diego, foram denunciados pelo Ministério Público por manter três crianças em cárcere privado na última sexta-feira (12) de maio

Minas Gerais|Do R7

Morreu neste sábado (13), em São Joaquim de Bicas, região metropolitana de Belo Horizonte, o filho de Terezinha, 53 anos, a "falsa avó do cárcere" . Ele e a mãe foram denunciados ontem (12), pelo Ministério Público acusados de homicídio, tortura por motivo torpe, cárcere privado e abandono.

De acordo com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Diego Pinheiro dos Santos, de 21 anos, foi encontrado na enfermaria da Penitenciária Bicas 2 ainda com sinais vitais. Os policiais penais o levaram até a UPA do município, mas ele morreu no local. A direção do presídio vai investigar as circunstâncias da morte.

Diego havia dado entrada no Presídio de São Joaquim de Bicas II no dia oito (8) de fevereiro deste ano. A mãe, Terezinha Pereira dos Santos, dona do sítio em que a família morava em São Joaquim de Bicas, foi presa no dia 18 de abril após ser encontrada no centro da capital mineira. Terezinha, Diego e Kátia foram denunciados por homicídio por motivo torpe, mediante tortura, emprego de meio cruel e utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, causando lesões que levaram à morte do pequeno Emanuel Alves Robes, de 4 anos, filho de Kátia.

Em nota, a SEJUSP, informou que "a direção do Presídio de São Joaquim de Bicas II instaurou um procedimento de investigação interna para apurar administrativamente as circunstâncias que levaram a óbito o detento Diego Pinheiro dos Santos, de 21 anos."

Segundo o advogado de Diego o corpo ainda está no IML de Betim.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.