Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Jogador da base do Atlético-MG é suspeito de agredir a namorada

Jovem de 18 anos acionou a polícia após o atleta sair para treinar; esportista alega que tentou se defender de uma crise de ciúme

Minas Gerais|Vanda Sampaio, da Record TV Minas


Gabriel Santos, jogador da base do Atlético-MG, foi conduzido para a delegacia de Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, suspeito de agredir a namorada.

A confusão começou na madrugada desta sexta-feira (10), quando o casal brigou no apartamento onde o atleta mora. A polícia foi chamada por vizinhos que ouviram o tumulto, mas os dois disseram que era apenas uma conversa.

Gabriel diz que não vai comentar o caso
Gabriel diz que não vai comentar o caso

No entanto, quando o esportista saiu para treinar, a jovem de 18 anos acionou a PM (Polícia Militar) novamente e mudou a versão dos fatos, conforme explica o sargento Guilherme Nonato.

“Segundo ela [a denunciante], o jogador havia dito que, se ela falasse algo com a polícia, ele iria matá-la. Ela disse que sentia dores no braço. Tinha também um hematoma que era visível. Ela andava com dificuldade. A vítima disse que havia tomado chutes e socos na região da face”, explica o militar.

Publicidade

Para a polícia, a suposta vítima contou que o casal se conheceu há cerca de dois meses pelas redes sociais. As agressões teriam começado logo no início do relacionamento.

“Conforme o relato dela, no início do relacionamento, eram agressões verbais, que foram evoluindo para agressões físicas. Ela disse que, durante um período, não chamou a polícia e ficou em silêncio, mas, como as agressões teriam aumentado cada dia mais, resolveu desta vez acionar a PM”, conta o sargento.

Publicidade

Após a denúncia, os militares encontraram Gabriel Santos no Centro de Treinamento do Atlético, em Vespasiano, e o levaram para a delegacia. Em contato com a reportagem, o atleta afirmou que não vai comentar o caso, por enquanto. O jogador estava acompanhado de dois advogados, que também não quiseram gravar entrevista.

De acordo com a PM, o esportista alegou que tentou se defender de uma crise de ciúme da namorada.

Publicidade

“Segundo o atleta, houve uma discussão verbal, em função de ela ter visto uma mensagem de uma ex-namorada no telefone dele. Ele disse que a companheira ficou muito nervosa e começou a agredi-lo e quebrou o celular dele. Nessas agressões, segundo ele, tentou se defender dela”, comenta o sargento Guilherme Nonato.

A jovem foi levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Vespasiano e depois transferida para o Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte.

Procurado, o Atlético-MG informou que vai aguardar o fim da apuração para se manifestar.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.