Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Justiça indeniza trabalhador que atuou em buscas de Brumadinho

Operador deve receber R$ 5.000 após alegar desvio de função, condições insalubres de trabalho e nenhum apoio psicológico

Minas Gerais|Isadora Oliveira*, da RecordTV Minas


Trabalhador deve receber R$ 5.000 da empregadora
Trabalhador deve receber R$ 5.000 da empregadora

O TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de Minas Gerais decidiu indenizar em R$ 5.000 um operador de máquinas que atuou no primeiro ano de buscas após a tragédia de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo o trabalhador, houve desvio de função, condições insalubres de trabalho e nenhum apoio psicológico ou treinamento por parte da empresa empregadora.

O profissional alega que "tinha que caminhar sobre a área coberta pelos rejeitos, encontrando constantemente pedaços de corpos fragmentados. Além disso, a situação de pânico era permanente, dada em razão da possibilidade da outra barragem próxima se romper".

Ele ainda afirmou que recebia marmitex, mas tinha que almoçar em tenda construída em meio à lama tóxica, considerado um local insalubre e sem o menor conforto necessário, em desconformidade com normas regulamentadoras.

O homem disse também que não houve treinamento técnico ou apoio psicológico fornecido pela empresa que ajudasse no enfrentamento daquela situação "desumana, perigosa e em desconformidade" com a atividade para a qual foi contratado.

Publicidade

O tribunal deu razão parcial ao trabalhador, negando somente o desvio de função. Um chefe do Corpo de Bombeiros que atuou de fevereiro a março de 2019 comprovou a atuação do trabalhador nas buscas, mas afirmou que ele ficava somente nas máquinas, sem contato direto com as buscas em meio à lama.

O rompimento da barragem em Brumadinho deixou 270 mortos em 25 de janeiro de 2019. Três anos após o rompimento, seis dessas vítimas ainda não foram encontradas.

*Estagiária sob supervisão de Ana Gomes

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.