Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Oito viadutos do Anel Rodoviário serão ampliados e reformados a partir de 2024, segundo PBH

Governo Federal destinou R$ 1,5 bilhão para reforma e ampliação do trecho conhecido por acidentes frequentes

Minas Gerais|Vinícius Rangel, da Record TV Minas


Oito viadutos serão reformados ou ampliados em BH
Oito viadutos serão reformados ou ampliados em BH

O Anel Rodoviário de Belo Horizonte, conhecido pelos acidentes frequentes, passará por obras de ampliação e reformas. As intervenções serão feitas nos oito viadutos que ficam ao longo dos 28 km da via. Os trechos são conhecidos pelas pistas estreitas, que costumam provocar engarrafamentos.

·Compartilhe esta notícia no WhatsApp

·Compartilhe esta notícia no Telegram

Além da ampliação e do recapeamento das pistas, serão construídos novos viadutos, alças de acesso e passarelas. Segundo a Prefeitura de Belo Horizonte, um estudo está sendo finalizado para identificar quantos imóveis serão desapropriados.

Publicidade

Os viadutos sobre a BR-040 e o que corta a Via Expressa serão os primeiros a passar por revitalização. As obras vão começar no início de 2024. A previsão é que as intervenções durem cerca de 30 meses.

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (18), a prefeitura também informou que está finalizando os estudos para a construção da segunda área de escape no Anel Rodoviário. O espaço deve ficar entre a que já existe, no bairro Olhos D'Água, na região oeste de Belo Horizonte, e a entrada do bairro Betânia, também na mesma região.

Publicidade

De acordo com Henrique Castilho, superintendente da Sudecap (Superintendência de Desenvolvimento da Capital), trechos serão criados e viadutos serão refeitos “para dar bastante fluidez a esse tráfego”.

Ao todo serão investidos R$ 35 milhões para a elaboração de projetos e R$ 1,5 bilhão para a execução das obras, que serão gerenciadas pela PBH. O recurso vem do PAC 3 (Programa de Aceleração do Crescimento), lançado pelo governo federal na semana passada.

Publicidade

A expectativa é que o PAC 3 invista mais de R$ 170 bilhões em mais obras de infraestrutura no estado. 

O prefeito da capital, Fuad Noman (PSD), aproveitou a oportunidade para convidar o presidente da República para visitar Belo Horizonte. Lula ainda não veio a Minas Gerais desde que foi eleito, no ano passado.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.