Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Autos Carros
Publicidade

[Exclusivo] Vimos de perto o novo Jimny Sierra: confira os detalhes

Diminuto no tamanho mas com grande capacidade off-road, novidade estreia no próximo mês mas preço ainda é segredo

Autos Carros|Marcos Camargo Jr


Jimny Sierra, nome da versão mais completa no Japão, que será nome e sobrenome do jipinho aqui
Jimny Sierra, nome da versão mais completa no Japão, que será nome e sobrenome do jipinho aqui

Um ano depois de ser apresentado oficialmente no Salão do Automóvel, a Suzuki finalmente confirmou a chegada do novo Jimny, para nós Jimny Sierra, ao mercado brasileiro. Ele chega em novembro com várias novidades que em outros países servem para destacar uma "nova geração" enquanto aqui ele conviverá com o atual Jimny fabricado em Catalão/GO.

Com para-choque avantajado, alargador de para-lamas e detalhes aventureiros do novo Jimny
Com para-choque avantajado, alargador de para-lamas e detalhes aventureiros do novo Jimny

Vimos de perto o Jimny Sierra na sua cor de lançamento, um verde limão, e confirmamos algumas informações sobre este veículo que virá posicionado como SUV com a missão de seguir a trajetória iniciada pela marca japonesa em 1970.

Como ilustram as fotos o Jimny Sierra é compacto e terá o novo motor três cilindros 1.5 de 108cv (K15B) com 14,1kgfm de torque usado nas versões globais do carro. No Japão ele tem uma versão com motor de 650cc turbo de 64cv. A tração 4X4 All Grip Pro com controle de diferencial é um dos grandes argumentos de venda do jipinho que terá aqui opção de câmbio manual ou automática. O Jimny Sierra terá controle eletrônico de estabilidade (ESP), além de Hill Hold (assistente de partida em rampas) e Hill Descent (assistente de descida) de série.

Apesar do visual rústico e dos ângulos retilíneos no interior e exterior o Sierra conta com itens como tela de 7 polegadas e conectividade dos sistemas Apple CarPlay e Android Auto além de ar condicionado digital. 

Publicidade

O jipe terá três versões: a mais simples será a 4YOU com câmbio automático ou manual, além da 4STYLE unicamente automática. 

Suzuki Jimny chega ao Brasil em novembro e deve ter preço inicial por volta de R$ 90 mil
Suzuki Jimny chega ao Brasil em novembro e deve ter preço inicial por volta de R$ 90 mil

Vale dizer a versão global do Sierra é um pouco mais longa que a japonesa, onde ele tem 3,39m de comprimento, 1,47m de largura e 1,72m de altura, medidas que o qualificam como Key Car. No Brasil ele terá 3,55m de comprimento, 1,64m de largura e 1,72m de altura. Os ângulos de ataque são dignos de carro de aventura: 37 graus de entrada, 28 graus de rampa e 49 graus de saída.

Publicidade
Não dá para esperar conforto em um carro tão diminuto mas o Jimny leva quatro pessoas a bordo
Não dá para esperar conforto em um carro tão diminuto mas o Jimny leva quatro pessoas a bordo

O porta-malas tem 50 litros a mais que o antigo Jimny com os bancos rebatíveis onde ele comporta 377 litros. Se os bancos traseiros forem necessários o espaço comporta apenas 85 litros. Afinal, não há milagre em um carro tão estreito e curto. 

Interior do Jimny Sierra na versão manual com tração 4X4 e reduzida para enfrentar obstáculos
Interior do Jimny Sierra na versão manual com tração 4X4 e reduzida para enfrentar obstáculos

O modelo nacional também terá os obrigatórios freios ABS e kit de seis bolsas infláveis além dos controle de tração e estabilidade. 

Publicidade

Sucesso mundial

O Jimny Sierra que teremos aqui estará alinhado ao modelo oferecido em outros 188 países. Esta quarta geração foi lançada mundialmente em 2018, vinte anos após o sucesso da terceira geração do mini utilitário japonês. Em alguns países há fila de espera pelo modelo que é fabricado somente na fábrica de Shizuoka, no Japão.

Jimny que estreou a quarta geração ano passado: fila de espera de três meses no Japão
Jimny que estreou a quarta geração ano passado: fila de espera de três meses no Japão

No Brasil o Jimny atual seguirá em linha por enquanto mas não é difícil especular que ele deixe de ser feito por aqui até porque o volume baixo de vendas não chega a justificar uma linha de montagem só para ele. Quem sabe o novo Sierra não engate uma terceira marcha e deslanche nas vendas, fazendo a Suzuki tomar a decisão de fabricá-lo aqui no Brasil. 

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.