Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Bolsonaro pede visto de turismo para ficar nos Estados Unidos

Ex-presidente da República está no país desde 30 de dezembro; ele pediu um visto que o permitiria ficar até seis meses nos EUA

Blog do Nolasco|Thiago Nolasco, da Record TV, e Ana Isabel Mansur, do R7, em Brasília

Bolsonaro será homenageado em evento em Orlando nesta terça-feira
Bolsonaro será homenageado em evento em Orlando nesta terça-feira Bolsonaro será homenageado em evento em Orlando nesta terça-feira

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) entrou com pedido de visto nos Estados Unidos, confirmou o Blog do Nolasco. Caso consiga o benefício, ele poderá permanecer por mais seis meses no país. O visto da categoria B1/B2 permite a permanência nos país para turismo e para negócios, como participação em seminários, visitas técnicas e conferências. Bolsonaro entrou no país com um visto diplomático, concedido quando ele era presidente.

Bolsonaro será homenageado em um evento em Orlando, na Flórida, nesta terça-feira (31). Os ingressos custam até R$ 250, cerca de US$ 50. De acordo com os organizadores, há três opções de bilhete para o evento: reservado (que já está esgotado), especial (US$ 10) e VIP (US$ 50). Há, ainda, a possibilidade de fazer doações, de US$ 20 a US$ 100.

Ingressos chegam a custar mais de R$ 250
Ingressos chegam a custar mais de R$ 250 Ingressos chegam a custar mais de R$ 250

Bolsonaro está na Flórida desde 30 de dezembro do ano passado, dois dias antes da posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Leia também

Michelle Bolsonaro, ex-primeira-dama, que viajou com o marido para a Flórida, voltou para o Brasil na última quinta-feira (26). Ela desembarcou em Brasília sem o ex-presidente.

Publicidade

Na semana passada, o senador Flávio Bolsonaro afirmou que o pai não tem data para voltar ao Brasil. "Pode ser amanhã ou daqui seis meses, pode não voltar nunca", declarou.

Permissão

O visto temporário não permite moradia nem nenhum direito a benefício imigratório. Com o documento, também não é possivel trabalhar ou estudar em tempo imtegral nos EUA.

A validade desse documento é de 10 anos. O descumprimento do tempo de permanência, de seis meses, é considerado uma infração grave para o governo dos EUA. O viajante pode receber penalidades que incluem cancelamento do visto, deportação e inelegibilidade permanente para entrar no país.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.