Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Refletindo Sobre a Notícia
Publicidade

Elon Musk lembra infância violenta: 'Quase fui espancado até a morte'

Em entrevista, bilionário disse que até hoje não consegue dar detalhes do assunto

Refletindo Sobre a Notícia por Ana Carolina Cury|Do R7 e Ana Carolina Cury


Em vídeos, matérias e redes sociais, o empresário Elon Musk costuma sempre parecer confiante. No entanto, em uma entrevista recente à BBC, ele revelou que tem grandes inseguranças ao lembrar sua infância difícil, um pesadelo que muitos admiradores nem sequer imaginam que ele viveu. 

Musk e sua mãe, Maye Musk, compartilharam detalhes assustadores do abuso e trauma que ele sofreu desde muito jovem. Quando perguntado se foi uma criança feliz, respondeu: "Não, foi (uma fase) terrível".

Elon Musk e sua mãe, Maye Musk, revelaram passado de violência doméstica
Elon Musk e sua mãe, Maye Musk, revelaram passado de violência doméstica

Maye explicou como seu ex-marido, Errol Musk, foi um homem abusivo desde o início do casamento. "Fiquei grávida na lua de mel, e o abuso começou ali. Voltei da lua de mel machucada e grávida. Ele me espancava se eu não fizesse o que ele queria."

Com medo e pensando que não tinha outra escolha, ela continuou naquele relacionamento e, meses depois, deu à luz o primeiro filho, Elon. "Elon cresceu em um lar muito violento. Por exemplo, recordo Errol me batendo dentro do carro e Elon gritando, batendo em seu pai para tentar contê-lo."

Publicidade

Quando o empresário estava com 8 anos, ele, sua mãe e irmãos saíram de casa, mas as lembranças permanecem com ele até hoje. "Meu pai tem problemas sérios. Minha infância foi muito violenta. Com isso, eu me tornei um jovem tímido na escola, sem amigos. Sofri muito bullying. Esses anos foram difíceis, quase fui espancado até a morte, inclusive", acrescenta. 

Ele afirma que não fala muito sobre sua experiência com abuso doméstico e bullying, porque esse assunto ainda é delicado para ele.

Publicidade

Dinheiro não traz paz

Elon Musk é conhecido como um empresário confiante e extremamente bem-sucedido. Depois de fundar a Tesla e construí-la para ser uma empresa de sucesso, que vale quase 350 bilhões de dólares, ele comprou o Twitter por 44 bilhões de dólares com a promessa de restaurar a liberdade de expressão. Mas todo o retorno financeiro não apagou seu passado nem a forma como ainda mexe com ele.

Hoje em dia, está na moda falar sobre "paz". Há quem tente buscá-la viajando, correndo atrás de dinheiro, ouvindo músicas bonitas, entrando em relacionamentos amorosos. Enfim, fazem esforços para preencher o interior; porém, todos são em vão, e os traumas continuam vindo à tona em suas lembranças.

Elon Musk está entre os homens mais ricos do mundo
Elon Musk está entre os homens mais ricos do mundo

Por isso, ao contrário do que ouvimos por aí, riqueza não é sinônimo de felicidade. A sensação de vazio, tão angustiante, pode permanecer mesmo com aqueles que materialmente têm tudo do bom e do melhor. 

Vem de dentro

O exterior pode parecer perfeito, mas e o interior? O segredo de milhões é este: paz não se compra, e não há como ter uma vida feliz sem ela.

Resolver o passado, perdoar o outro, perdoar-se, vencer as mágoas, investir na espiritualidade, mudar condutas erradas são passos muitas vezes mais difíceis do que enriquecer, mas representam um bom caminho para conquistar a paz.

Porque, quando a temos, não importa se o exterior está,, ou não turbulento. Os problemas e as dificuldades aparecem, mas ela permanece, trazendo calma, sabedoria, equilíbrio e a verdadeira felicidade.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.