Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Refletindo Sobre a Notícia
Publicidade

Festa do pijama promovida por escola toca 'proibidão' e revolta pais

Vídeo divulgado por funcionários mostra crianças menores de 10 anos dançando músicas com letras pornográficas

Refletindo Sobre a Notícia por Ana Carolina Cury|Do R7 e Ana Carolina Cury


Era para ser apenas uma festa do pijama organizada por uma escola em comemoração do Dia das Crianças, mas as músicas tocadas no evento revoltaram muitos pais, que decidiram acionar o Conselho Tutelar.

Segundo informações publicadas pelo portal Metrópoles, o vídeo divulgado por funcionários da Escola Cantinho das Letras, localizada no Conjunto Vera Cruz, em Goiânia, mostra crianças — menores de 10 anos — dançando e cantando músicas consideradas inapropriadas, com letras que falam de sexo e se referem a meninas de forma ofensiva, chamando-as de "piranha", por exemplo.

Vídeo que mostra menores de 10 anos dançando 'probidão' choca pais
Vídeo que mostra menores de 10 anos dançando 'probidão' choca pais

Para o Conselho Tutelar, esse caso configurou violação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Por esse motivo, a escola foi notificada.

Papel escolar

Publicidade

Quando falamos a respeito do desenvolvimento infantil, as escolas exercem um papel muito importante nessa questão. Os especialistas explicam que o contato de crianças com educadores e outros colegas influencia na sua formação pedagógica e que a participação em atividades coletivas pode contribuir para o crescimento delas como cidadãs. 

"A escola é um lugar para incentivar a socialização. O convívio pode ser muito positivo. Porém, é preciso reforçar que ele impacta diretamente o caráter do educando. Por isso, se essa influência for negativa, poderá prejudicar muito a criança. Afinal, a infância é um momento crucial para moldar a personalidade e, infelizmente, muitas instituições de ensino têm falhado", explica a professora e pedagoga Edilene Helvecio Schiavinato.

Publicidade

A especialista destaca que toda escola é laica, mas que é preciso respeitar e preservar os direitos da criança. "O artigo 241-B do ECA diz que é proibido adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. A pena é a reclusão de um a quatro anos, e multa. Não podemos permitir que insiram as crianças em contextos que as prejudiquem. A escola está aí para auxiliar, e não para atrapalhar."

Especialista reforça que os responsáveis precisam ser participativos e escolher de forma criteriosa a escola em que seus filhos estudarão
Especialista reforça que os responsáveis precisam ser participativos e escolher de forma criteriosa a escola em que seus filhos estudarão

Desafios da criação

Publicidade

Criar filhos atualmente é um desafio enorme. Isso porque, normalmente, pai e mãe trabalham fora e lutam pelo sustento do lar.

Assim, com a correria do dia a dia, muitos pais acabam não dando a atenção necessária aos pequeninos e deixam para a escola a responsabilidade de transmitir os ensinamentos que cabem também a eles.

Diante dessa realidade, infelizmente, está cada vez mais comum as crianças terem contato com conteúdos que não são direcionados à idade delas. Por isso, os pais precisam escolher de forma cuidadosa e criteriosa a escola em que seus filhos vão estudar. "Eles também devem verificar se os educadores estão seguindo o projeto político-pedagógico de cada escola e respeitando leis, o ECA e o currículo escolar de cada município. Os responsáveis educam e a escola ensina, é um trabalho de equipe", conclui a professora e pedagoga Edilene Helvecio Schiavinato.

Criar significa dar carinho, ser participativo, impor limites e regras de convivência e, sobretudo, ensinar virtudes. Pais presentes impedem o avanço de más influências.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.