Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Refletindo Sobre a Notícia
Publicidade

Suíça aprova 'cápsula da morte' e fato repercute no mundo

Equipamento que permite a prática do suicídio assistido levanta questionamentos importantes

Refletindo Sobre a Notícia por Ana Carolina Cury|Do R7 e Ana Carolina Cury


Uma máquina que ficou conhecida como "cápsula da morte" e "cápsula do suicídio" recebeu autorização para operar em cidades da Suíça. O equipamento é feito por impressão em 3D e é destinado ao suicídio assistido.

Segundo informações divulgadas pela imprensa local, a cápsula funciona da seguinte forma: um gás induz o paciente ao coma e depois à morte.

Cápsula destinada ao suicídio assistido foi autorizada para uso na Suíça
Cápsula destinada ao suicídio assistido foi autorizada para uso na Suíça

A eutanásia e o suicídio assistido são permitidos no país. Os procedimentos normalmente são realizados em casos extremos, como a presença de doenças degenerativas ou por quem esteja em estágio terminal.

Polêmica

Publicidade

O tema tem sido discutido nos mais diferentes países. Além da Suíça, outros países já autorizam as práticas, como Suécia, Holanda, parte dos EUA, Luxemburgo, Canadá, Colômbia, Bélgica etc. 

Grande parte de quem opta pela eutanásia ou pelo suicídio assistido tem uma doença terminal. Entretanto, há pessoas em outras condições que conseguem autorização para morrer. Há alguns anos na Holanda, por exemplo, um homem chamado Mark Langedijk, de 41 anos, decidiu pôr fim à própria vida por causa do alcoolismo.

Publicidade

Reflexão

O assunto é delicado e muitas pessoas optam por não falar sobre ele, mas à medida que a prática aumenta se faz necessário debater e refletir. Não podemos julgar quem escolhe esses métodos, mas acredito que sempre é possível tentar outra saída, mesmo quando diversas possibilidades já falharam.

Publicidade

Infelizmente, todos nós estamos sujeitos a vivenciar problemas familiares, doenças, transtornos emocionais, dramas pessoais, misérias, entre tantos outros males. Muitos deles não se resolvem facilmente, por isso há quem desista de tentar.

Mas será que desistir é a melhor opção? Enxergo a vida como algo sagrado e jogar a toalha não deveria ser uma opção. Não podemos abrir mão de lutar e de ter fé para prosseguir.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.