Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Repórter em Ação
Publicidade

Erro grotesco da Justiça condenou dois inocentes por estupro

.

Repórter em Ação|Do R7


Eugênio ficou 20 anos atrás das grades, Paulo foi condenado a 21 anos de cadeia. Ambos por estupro. Na prisão, os dois viveram o que há de pior. Mas não deviam estar lá. Eugênio e Paulo foram confundidos com o mesmo criminoso, o Maníaco do Anchieta, estuprador que agia em Belo Horizonte na década de 90. Para os dois, foi um erro irreparável da Justiça.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.