Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

"Exemplo de amor ao próximo", diz filho de Cabral após ex-governador ir para regime domiciliar

Sérgio Cabral teve último mandado de prisão revogado pelo STF e deixou Batalhão Prisional da PM nesta segunda-feira (19)

Rio de Janeiro|Victor Tozo*, do R7

Marco Antônio Cabral fez declaração ao pai, Sérgio Cabral, em rede social
Marco Antônio Cabral fez declaração ao pai, Sérgio Cabral, em rede social Marco Antônio Cabral fez declaração ao pai, Sérgio Cabral, em rede social

O filho de Sérgio Cabral, Marco Antônio Cabral, comemorou a soltura do pai nesta segunda-feira (19), com uma publicação em uma rede social. No texto, o advogado descreveu o ex-governador como um "exemplo de resiliência e amor ao próximo".

Marco Antônio, que não conseguiu se reeleger como deputado federal nas últimas eleições, também destacou que Cabral "nunca se abateu apesar de todos os problemas" e que "nunca carregou ódio de ninguém que tentou crucificá-lo".

"Esses 6 anos te tornaram um homem melhor, mais preparado e mais forte! A história vai julgar cada um como deve ser julgado. Os algozes que nos fizeram passar por isso, estão aí, uns entraram para política, outros estão sendo investigados, mas não quero aqui fazer nenhum pré-julgamento, pois aprendi uma lição que não somos capazes de julgar o nosso semelhante, essa tarefa é divina", afirmou.

Sérgio Cabral passou, nesta terça (20), sua primeira madrugada em casa após deixar o Batalhão Prisional da Polícia Militar. O ex-governador cumpre prisão domiciliar com monitoramento por tornozeleira eletrônica em seu apartamento com vista para o mar na av. Atlântica, em Copacabana, na zona sul do Rio.

Publicidade

Cabral deixou a cadeia após decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que revogou o último mandado de prisão preventiva que ainda o mantinha encarcerado, após seis anos de prisão.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.