Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Polícia encontra moto de lutador assassinado ao tentar recuperar o veículo em comunidade do Rio

 Dois suspeitos de participação no crime já foram presos. Um deles confessou envolvimento no caso, segundo a polícia

Rio de Janeiro|Do R7, com Record Rio

Câmeras flagram furto de moto no condomínio onde o lutador Diego Braga morava
Câmeras flagram furto de moto no condomínio onde o lutador Diego Braga morava Câmeras flagram furto de moto no condomínio onde o lutador Diego Braga morava (Reprodução/Record Rio)

A polícia encontrou, nesta terça-feira (16), a motocicleta do lutador Diego Braga, assassinado no morro do Banco, na zona oeste do Rio de Janeiro, ao tentar recuperar o veículo furtado na garagem do condomínio onde morava. 

A Delegacia de Homicídios da Capital investiga a morte do lutador. Dois suspeitos de participação no crime foram já presos. Um deles confessou envolvimento no caso, segundo a polícia.

Uma das hipóteses consideradas é que a vítima possa ter sido confundida com um miliciano por traficantes que assumiram o controle da comunidade — até o ano passado, a região era dominada por um grupo paramilitar.

Lutador foi achado morto após ter ficado desaparecido

Diego Braga, de 44 anos, deixou esposa e dois filhos
Diego Braga, de 44 anos, deixou esposa e dois filhos Diego Braga, de 44 anos, deixou esposa e dois filhos (Record Rio)

De acordo com as investigações, o lutador Diego Braga havia publicado nas redes sociais imagens de câmeras de segurança que flagraram o furto da motocicleta.

Publicidade

Após receber pistas, o lutador teria decidido ir sozinho ao morro do Banco, que fica próximo à Muzema, onde morava, para tentar localizar o veículo, mas desapareceu.

O corpo de Diego foi achado na noite de segunda (15), após disparos terem sido ouvidos na comunidade.

Publicidade

Diego deixou esposa e dois filhos. Inclusive, ele era o treinador de um dos meninos após ter se aposentado dos tatames, em 2019.

Segundo a família, a vítima pensava em se mudar do Brasil, mas havia adiado os planos por se dedicar a projetos sociais na região da zona oeste. 

Publicidade

Os lutadores Anderson Silva e Rodrigo Minotauro lamentaram a morte do amigo, no Rio de Janeiro, e exaltaram a carreira dele.

O corpo do lutador vai ser enterrado no Cemitério Jardim da Saudade, nesta quarta-feira (17).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.