Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Sede histórica da Alerj reabre para visitação popular gratuita

Inaugurado em 6 de maio de 1926, o Palácio Tiradentes abrigou a Câmara dos Deputados até 1960

Rio de Janeiro|Da Agência Brasil, com R7


[embed id="643efa10cd77c04ab3000b39" author="Tomaz%20Silva%2F%20Ag%C3%AAncia%20Brasil" dimensions="771x420" crop="&&&&&resize=771x420&crop=1170x637+0+11" description="Sede%20hist%C3%B3rica%20da%20Alerj%20reabre%20para%20visita%C3%A7%C3%A3o%20no%20centro%20do%20Rio" title="Sede%20hist%C3%B3rica%20da%20Alerj%20reabre%20para%20visita%C3%A7%C3%A3o%20no%20centro%20do%20Rio" url="https://img.r7.com/images/r7rio-042023-sede-alerj-18042023170814664" namespace="images" image_with_link="false" link_name_image="" target_image="_self" size_amp="771x420" device_type="mobile+desktop"]

Inaugurado em 6 de maio de 1926, o Palácio Tiradentes, no centro do Rio, foi reaberto ao público, oferecendo visitas guiadas totalmente gratuitas, para grupos e visitantes individuais.

O prédio abrigou a Câmara dos Deputados, entre 1926 e 1960, e foi sede da Alerj até 2021.

“Já recebemos 300 pedidos para o mês de abril”, comemorou a diretora do Departamento de Cultura da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), Fernanda Figueiredo.

O Palácio Tiradentes funcionará para o público de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h. Por enquanto, o equipamento não abrirá nos fins de semana.

Publicidade

Mas vai abrir no próximo dia 21, feriado e Dia de Tiradentes, símbolo da República. “É muito simbólica essa data e a gente vai abrir no feriado, no mesmo horário”.

O objetivo da reabertura do Palácio Tiradentes é aproximar a população da história do Legislativo, segundo Fernanda Figueiredo.

Publicidade

“Os visitantes passarão por uma aula de história e da memória política também do Rio de Janeiro. Vão ter aula de arquitetura, informando a arquitetura do Palácio, passar por locais simbólicos, como o plenário Barbosa Lima Sobrinho, onde aconteciam as votações e ainda existem atividades legislativas, solenidades. Vão entender um pouco dessa memória política. A biblioteca do Palácio Tiradentes também vai estar aberta para visitação, bem como o Salão Nobre, outro local histórico, onde aconteceram muitos discursos importantes”.

Estagiários

A visita é guiada por estudantes de história, ciências sociais e relações internacionais. Neste primeiro momento, dez estagiários servirão de guia nas visitas, sendo cinco pela manhã e cinco à tarde. As visitas são bilíngue, nos idiomas português e inglês. O tour pelo Palácio Tiradentes tem duração média de 40 minutos, podendo se estender até uma hora e meia.

Publicidade

A diretora do Departamento de Cultura da Alerj esclareceu que o palácio vai continuar servindo ao Legislativo do estado, recebendo sessões solenes, encontros e recepções oficiais, além da população, com o objetivo de aproximar a sociedade de sua história.

Como o prédio está inserido no Corredor Cultural do Centro Histórico do Rio de Janeiro, Fernanda Figueiredo pretende firmar parcerias com o setor de turismo do município, como a Riotur, mas também com outras instituições vizinhas, entre as quais o Museu Naval e o CCBB RJ (Centro Cultural Banco do Brasil).

“A meta é reativar essa vocação cultural que o centro histórico do Rio tem”.

Mais informações sobre a visitação podem ser obtidas pelo telefone (21) 2588-1251 ou pelo site.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.