Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Traficantes sequestram e matam major dos Bombeiros em São João de Meriti (RJ)

Wagner Bonin, de 42 anos, foi pego enquanto tirava foto de barricada feita por criminosos na comunidade São Mateus 

Rio de Janeiro|Gabriel Pieroni*, do R7


Major Wagner Bonin deixa esposa e um filho de 2 anos
Major Wagner Bonin deixa esposa e um filho de 2 anos

O major do Corpo de Bombeiros Wagner Bonin, de 42 anos, foi sequestrado e morto por traficantes em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O crime aconteceu após o major fotografar barricadas no interior da comunidade São Mateus. Ele foi descoberto pelos criminosos na tarde da última quarta-feira (16). O óbito foi confirmando pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Civil.

Segundo testemunhas, o major ia denunciar a ação dos criminosos que estavam expandindo a área controlada pelo tráfico na comunidade. Após tirar as fotos, Wagner não foi mais visto.

O carro que está registrado no nome da esposa do major foi encontrado pegando fogo na Pavuna, zona norte do Rio. Depois do trabalho de rescaldo dos bombeiros, um corpo parcialmente carbonizado foi encontrado no banco traseiro. 

Ainda em nota, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro lamentou a morte do Major e colocou à disposição da família psicólogos e assistentes sociais. Há 20 anos na corporação, Wagner deixa uma esposa e um filho de dois anos.

*Estagiário do R7 sob supervisão de PH Rosa

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.