Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Após visita surpresa a DP, Alckmin chama secretário e delegado-geral

Associações de delegados cobraram mais investimentos depois da blitz

São Paulo|Alvaro Magalhães, do R7


Alckmin em visita à delegacia de Pirituba
Alckmin em visita à delegacia de Pirituba

Após realizar uma visita surpresa ao 33º DP (Pirituba), na zona oeste da capital, o governador Geraldo Alckmin reuniu-se com o secretário em exercício da Segurança Pública, Sérgio Turra Sobrane, e com o delegado-geral da Polícia Civil, Youssef Abou Chahin.

O encontro ocorreu na tarde desta quinta-feira (31) no Palácio dos Bandeirantes.

O governador esteve na delegacia durante a noite de quarta-feira (30). De acordo com fontes ouvidas pela reportagem, por cerca de duas horas, ele vistoriou os computadores, que estariam obsoletos, a carceragem do local, destinada a presos que não pagaram pensão, e também verificou o lixo da delegacia, que estaria rasgado.

Depois da visita, associações de delegados de São Paulo cobraram investimentos do governo.

Publicidade

Associações cobram

A presidente do Sindpesp (Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), Raquel Kobashi Gallinati, afirmou que a vistoria compromete o governador.

Publicidade

“Ele viu com os próprios olhos problemas que temos denunciado”, disse a delegada. “Com isso, não pode mais se eximir de tomar medidas urgentes para que haja condições de se realizar um bom trabalho policial.”

Além da reposição de cargos vagos e de reajuste salarial, Raquel afirma que a Polícia Civil tem computadores defasados, problemas com viaturas e armamentos e dificuldades com serviços de limpeza em delegacias.

A presidente da Adpesp (Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), Marilda Pansonato Pinheiro, afirmou que o governador poderia fazer novas visitas.

"Seria de grande valia que outras visitas fossem feitas. Essas condições de trabalho, a falta de recuados matérias e humanos, já haviam sido denunciados ao governo por várias vezes", disse a delegada. "Talvez faltasse a constatação um loco pelo Chefe do Executivo que, com certeza, tomará providências".

Mais verba

Na tarde desta quinta-feira (31), a Secretaria de Estado da Segurança Pública informou que Alckmin autorizou a abertura de crédito suplementar de R$ 13,4 milhões ao orçamento da pasta.

O decreto 62.815/2017 destina o dinheiro ao custeio de materiais de consumo e contratação de serviços terceirizados para as polícias Civil e Técnico Científica. Entre os materiais, estão itens de papelaria e escritório, suprimentos de informática, além de peças para viaturas.

O R7 não conseguiu contato com o delegado Paulo Andrade, titular do distrito, para comentar a visita. Procurado, o Palácio dos Bandeirantes não se manifestou.

Leia mais notícias de São Paulo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.