Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Coronel acusado de corrupção é demitido da Polícia Militar em SP

O tenente-coronel da reserva, José Afonso Adriano Filho, é acusado desviar R$ 200 milhões da Polícia Militar. O caso ficou conhecido como lava-jato da PM de SP

São Paulo|Márcio Neves, do R7, e Marcos Rosendo, da Agência Record


O ex-policial em depoimento ao MP-SP
O ex-policial em depoimento ao MP-SP

O tenente-coronel da reserva, José Afonso Adriano Filho, acusado de comandar um esquema de desvio de R$ 200 milhões da Polícia Militar, foi demitido pelo governo do Estado. O decreto informando a exoneração do ex-chefe do setor de licitação do Comando da Polícia Militar foi publicado nesta quarta-feira (7), no Diário Oficial do estado de São Paulo.

José Afonso Adriano Filho é acusado de comandar um esquema de corrupção entre 2005 e 2012. O então tenente-coronel da Polícia Militar, de acordo com a acusação do Ministério Público, promovia licitações fraudulentas na escolha de empresas que prestavam serviços para o Estado, em troca de propinas. O caso ficou conhecido como lava-jato da PM de SP.

Em decisão do Tribunal de Justiça Militar, José Afonso Adriano Filho perdeu a patente e foi considerado indigno para o oficialato. Ele está preso no presídio Romão Gomes desde março do ano passado.

Disposto a aderir a um acordo de delação premiada, o ex-tenente-coronel, afirmou em maio de 2017, que outros 18 oficias sabiam dos esquema de corrupção do Comando da Polícia Militar.

Publicidade

O R7 tentou contato com os advogados do ex-policial, mas até o momento não obteve retorno.

A Justiça Militar continua investigando as denúncias.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.