Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Fotógrafo é morto a facadas durante briga em festa no centro de SP

Polícia Civil afirma Felipe Ary de Souza teria flertado com a namorada de um amigo, dando início a uma discussão

São Paulo|Kaic Ferreira, da Agência Record*, com informações da Record TV


Felipe Ary de Souza
Felipe Ary de Souza

O fotógrafo Felipe Ary de Souza, de 25 anos, conhecido como Terremoto, foi morto a facadas em um apartamento no centro de São Paulo, durante uma festa, na noite de quarta-feira (8).

Além da vítima, Vinicius Eduardo Santos Savedra, Ivis Scarlet e um amigo, identificado apenas como Pepê, participavam da confraternização. Segundo a Polícia Civil, em determinado momento, o fotógrafo teria flertado com a mulher, namorada de Vinicius, dando início a uma discussão, que evoluiu para uma briga com facas.

De acordo com o boletim de ocorrência, o grupo estava consumindo bebidas alcoólicas e drogas. Quando a briga começou, Pepê fugiu do apartamento, enquanto Ivis chamou à Polícia Militar.

Uma câmera de segurança registrou o momento em que o casal deixa o prédio, com destaque para Vinicius que estava com a roupa ensanguentada.

Publicidade

Felipe e Vinicius ficaram feridos e foram encaminhados a um hospital da região. O fotógrafo não resistiu aos ferimentos e morreu. Na manhã deste sábado (11), o corpo foi velado no Cemitério da Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte da capital.

À Record TV, a advogada da família contestou o relato do boletim de ocorrência e afirmou que Felipe não consumia drogas.

Publicidade

Com o dinheiro da fotografia, o jovem ajudava a mãe em casa, além de ser considerado um filho para a irmã. "Hoje eu sei cuidar dos meus filhos, porque eu tive o meu irmão como referência. De como pegar, de como cuidar, o que pode, o que não pode", contou Betyswhyty de Souza Jesus.

Sobre o trabalho, a irmã ainda o elogiou e afirmou que "a visão dele para a fotografia era um máximo, e para mim era coisa de um artista".

O crime foi registrado no 2° Distrito Policial do Bom Retiro. As circunstâncias da morte ainda serão investigadas, e a polícia ainda vai ouvir o depoimento de Vinicius, envolvido na briga.

*Estagiário sob supervisão de Guilherme Fernandes

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.