Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Justiça aceita denúncia de estupro e decreta prisão preventiva de Thiago Brennand

Stefanie Cohen acusa o empresário de abuso sexual; ele é réu em quatro processos por crimes contra mulheres

São Paulo|Nayara Paiva e Luan Leão, da Agência Record


Stefanie Cohen acusa empresário milionário Thiago Brennand de estupro
Stefanie Cohen acusa empresário milionário Thiago Brennand de estupro

O TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo) recebeu a denúncia contra o empresário Thiago Brennand Fernandes Vieira, de 42 anos, referente à acusação de estupro que envolve a estudante de medicina Stefanie Cohen, em Porto Feliz, no interior de São Paulo. A prisão preventiva do empresário também foi decretada nesta segunda-feira (6). Ele já havia tido a prisão decretada em outros processos e aguarda a extradição dos Emirados Árabes. 

Na segunda, a 30ª Vara Criminal da Capital aceitou e decretou a prisão preventiva do empresário. Os casos de agressão e violência foram divulgados depois que a modelo Helena Gomes foi agredida fisicamente dentro de uma academia de luxo, no Jardim Paulistano, área nobre da zona oeste de São Paulo, em agosto de 2022.

Na noite do dia 13 de outubro de 2022, o suspeito foi preso em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. O milionário estava foragido desde o dia 27 de setembro. 

Na época da denúncia, Stefanie Cohen, de 30 anos, afirmou ao R7 que vive há um ano com o trauma que sofreu, infligido pelo milionário Thiago Brennand, a quem ela acusa de estupro. "Não dá para dizer que a Stefanie de hoje é a mesma de um ano atrás", disse ela em entrevista. 

Publicidade

Agressão a modelo

Alliny Helena Gomes, de 37 anos, treinava em um canto da academia quando Thiago Brennand parou e mandou que ela saísse da frente. A modelo se recusou, o homem a puxou pelos braços, e um outro aluno interveio.

Na sequência, o agressor puxou os cabelos de Alliny e cuspiu em seu rosto. Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, Luiz Francisco Fernandes Vieira — filho de Thiago — passou a ofender a vítima.

Publicidade

Duas pessoas apareceram para apartar a briga. Entretanto, segundos depois, o empresário foi para cima da modelo novamente, puxando seu cabelo e tentando agredi-la na região da cabeça. Após a confusão, a Polícia Militar foi acionada, mas pai e filho saíram da academia antes da chegada da viatura.

Leia também

Na manhã seguinte, Helena realizou exames de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) Sul, no dia seguinte ao das agressões. Foram constatados arranhões e hematomas na região do colo e tufos de cabelo arrancados.

Publicidade

Versão do agressor

Na ocasião, o empresário milionário publicou vídeos na internet em que se diz "perseguido" e "vítima de uma cruzada midiática". As gravações foram publicadas por Brennand e apagadas logo em seguida. Ele criticou a imprensa, o Ministério Público de São Paulo, a ex-promotora de Justiça Gabriela Manssur e a advogada Dora Cavalcanti. Além disso, o empresário reprovava as denúncias contra ele, mas, ao mesmo tempo, afirmou: "Não prejudicam minha biografia". Em outro momento do vídeo, ele se dizia tranquilo e chegou a negar que estivesse fugindo.

Outros processos

Somada a denúncia mais recente, da estudante de medicina, Thiago Brennad se torna réu em seis processos, quatro deles por crimes contra mulheres — um por outro estupro, dessa vez contra uma americana, outro por agressão à modelo Helena Gomes — e dois contra funcionários do restaurante Fasano e da Fazenda Boa Vista.

Durante a divulgação dos casos, o empresário fugiu para Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, em setembro de 2022, mas foi preso no mês seguinte pela Interpol. O acusado pagou fiança e foi liberado. O TJSP encaminhou ao Ministério da Justiça o pedido de extradição, e desde então Brennand aguarda em liberdade no exterior.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.