São Paulo Motorista da van na qual menino de 3 anos morreu após ser esquecido é solta pela Justiça de SP

Motorista da van na qual menino de 3 anos morreu após ser esquecido é solta pela Justiça de SP

Apesar da liberdade provisória, a mulher teve o direito de dirigir suspenso, além de ter pagado fiança de dois salários mínimos

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi e Victória Toral, da Agência Record

João Alisson tinha 3 anos

João Alisson tinha 3 anos

Reprodução

A motorista da van na qual um menino de 3 anos morreu após ter sido esquecido trancado foi solta, nesta terça-feira (3), ao receber liberdade provisória do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo).

A mulher, de 52 anos, precisou pagar uma fiança de dois salários mínimos e teve o direito de dirigir suspenso. A suspeita também deverá comparecer mensalmente diante da Justiça.

O caso

João Alisson, de 3 anos, foi encontrado morto, na última segunda-feira (18), após ter sido esquecido dentro de uma van escolar na região da Mooca, na zona leste de São Paulo.
Na data, a capital registrou a média de temperatura máxima de 31,6°C, segundo os dados do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas).

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, quando a motorista da van chegou ao Centro de Assistência Social Brás Mooca 1º para buscar o aluno, uma funcionária da instituição informou que ele não tinha comparecido à aula.

A criança foi encontrada embaixo de um banco do veículo, já inconsciente, e a PM foi chamada às 16h11 para ir até o local.

Segundo informações da RECORD, a perueira pegou o menino em casa por volta das 6h30 e chegou à escola por volta das 7h. Ao ser esquecido, João Alisson ficou cerca de nove horas na van.

Mortes de crianças que caem de prédios por falta de rede em janelas de banheiro se acumulam

Últimas