Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

São Paulo começa a enviar boleto do IPTU no dia 17

Primeiros carnês enviados devem chegar ao contribuinte até o dia 24 de janeiro. Já os últimos carnês serão entregues até o dia 19 de fevereiro

São Paulo|Do R7


São Paulo começa a enviar boleto do IPTU no dia 17
São Paulo começa a enviar boleto do IPTU no dia 17

A Prefeitura de São Paulo começará a enviar pelos Correios os carnês do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), a partir do dia 17 deste mês. Os primeiros carnês enviados devem chegar ao contribuinte até o dia 24 de janeiro. Já os últimos carnês serão entregues até o dia 19 de fevereiro.

Leia também: Doria irá palestrar no Fórum Econômico Mundial, em Davos

Quem fizer o pagamento do imposto à vista, até a data de vencimento da primeira parcela, receberá um desconto de 3%. E caso o contribuinte não receba a notificação até a data-limite, poderá emitir a segunda via da notificação no site da Prefeitura ou comunicar o não recebimento da notificação em qualquer subprefeitura da capital.

Na última terça-feira (7) a Prefeitura publicou edital com o calendário completo para pagamento do IPTU. Segundo a administração municipal, a postagem das notificações para os contribuintes isentos também ocorrerá a partir do dia 17 de janeiro de 2020.

Publicidade

O vencimento do IPTU será no dia escolhido pelo contribuinte ou nos dias 9 ou 14 para os que não fizeram essa opção. Segundo a Prefeitura, os vencimentos nos dias sem expediente bancário serão prorrogados para o primeiro dia útil seguinte, sem cobrança adicional.

Leia também: PT vai ao STF contra relator especial na reforma da Previdência de SP

Publicidade

O não pagamento de qualquer parcela do IPTU sujeita o contribuinte à inscrição no Cadin (Cadastro Informativo Municipal).

Neste ano, o imposto ficará 3,5% mais caro. O índice de aumento é o mesmo que foi aplicado no ano passado e deve ser levemente menor do que a taxa oficial de inflação do período, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que deve ficar em 3,98%. O reajuste é válido para cerca de 3,5 milhões de imóveis cadastrados na capital.

Publicidade

Orçamento

A gestão municipal prevê arrecadar R$ 11,1 bilhões com o IPTU no ano de 2020 - valor 7,5% superior ao orçado em 2019. Para 2020, o orçamento total da cidade terá 14% de aumento, chegando a R$ 68,9 bilhões.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.