Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

SP: motociclista morre afogado em decorrência das fortes chuvas

Caso ocorreu no bairro Cidade Líder, na zona leste paulistana, homem foi arrastado para o Rio Verde

São Paulo|Da Agência Brasil


Ponto de alagamento na Rua Tobias Barreto com a Avenida Cassandoca na Mooca, zona leste da cidade
Ponto de alagamento na Rua Tobias Barreto com a Avenida Cassandoca na Mooca, zona leste da cidade

Mais uma morte em decorrência das chuvas foi registrada na região metropolitana de São Paulo. A vítima é um motociclista que foi arrastado para o Rio Verde e morreu afogado, nesse sábado (28), segundo informações do Corpo de Bombeiros. O caso ocorreu no bairro Cidade Líder, na zona leste paulistana. Cinco viaturas e um helicóptero foram enviados para o local, mas o homem já foi encontrado morto.

A outra morte foi registrada em 16 de janeiro. Um homem, de 46 anos, morreu após uma árvore cair sobre a casa onde ele vivia na Vila Lucélia, em Santo André, na Grande São Paulo. O Corpo de Bombeiros informou que recebeu uma chamada para o socorro na noite anterior e encontrou o homem inconsciente e preso nos escombros. Ele morreu no local.

Enchentes

Até as 16h30 de ontem (28), durante as chuvas que atingiram a capital paulista e parte da região metropolitana, foram registrados 21 chamados para queda de árvores, três chamados para desabamento e 14 para enchentes, na zona norte e zona leste da capital paulista.

Por volta das 16h, toda a cidade de São Paulo estava em estado de atenção para alagamentos, conforme classificação do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Os maiores volumes de chuva foram registrados nos bairros Butantã (46,3 milímetros), Freguesia do Ó (43,2 milímetros) e Pirituba (33,6 milímetros).

Publicidade

Previsão

Para este domingo (29), a previsão é de predomínio de sol e temperaturas elevadas, com máxima de 31ºC, segundo dados do CGE. No fim da tarde, com a combinação de calor e entrada de brisa marítima favorece áreas de instabilidade com a formação de pancadas isoladas de chuva, com intensidade de moderada a forte.

O centro de gerenciamento da prefeitura de São Paulo aponta que, até as 7h deste domingo, o acumulado médio de precipitação na cidade é de 179,3 milímetros (mm). O volume representa quase 70% do esperado para o mês, que é 257,1 mm. Em janeiro, foram 26 dias com chuva. A média para o mês é de 25 dias com precipitações.

Os últimos dias de janeiro devem continuar com características típicas do verão, com sol, calor e pancadas de chuva, especialmente à tarde e à noite.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.