Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

SP prepara 'estrutura robusta', com escolta, helicópteros e carro dos bombeiros para velório de Pelé

PM prevê 'grande fluxo' de autoridades, personalidades e fãs e monta esquema especial para garantir a ordem 

São Paulo|Do R7


Pelé morreu, aos 82 anos, em decorrência de complicações de um câncer
Pelé morreu, aos 82 anos, em decorrência de complicações de um câncer

As autoridades do Estado de São Paulo preparam um esquema especial de segurança para garantir a ordem pública no transporte, na madrugada da próxima segunda-feira (2), do corpo de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, até Santos (SP), onde será velado e, depois, sepultado. Pelé morreu na quinta (29), aos 82 anos.

O traslado de Pelé vai contar com o apoio de diversos batalhões da PM (Polícia Militar), helicópteros Águia, patrulhamento ostensivo nos arredores do aeroporto de Congonhas (por onde devem chegar as autoridades) e veículo apropriado do Corpo de Bombeiros.

Em nota, a PM informou que vai preparar uma "estrutura robusta de meios e contingente policial para as homenagens", já que prevê um "grande fluxo de autoridades, personalidades e fãs", interessados em prestar a última homenagem, na capital paulista, na rodovia e em Santos (SP).

Para reforçar a segurança, a PM vai contar com homens do Comando de Policiamento da Capital, do Policiamento Metropolitano, do Policiamento do Interior-6 (Santos), do Policiamento de Choque, do Policiamento Rodoviário, do Policiamento de Trânsito, do Comando de Aviação da PM e do Corpo de Bombeiros.

Publicidade

Além de Congonhas, a polícia vai montar um esquema especial de trânsito para evitar que o cortejo com Pelé provoque congestionamento, além de prevenir casos de furtos e roubos de motoristas.

Escolta, Rota e helicópteros

Como homenagem, a PM também fará a escolta do corpo de Pelé desde o Hospital Albert Einstein até a Vila Belmiro, em Santos. Depois, o corpo também será levado por policiais até o Memorial Acrópole Ecumênica, também em Santos. A guarda e o transporte do caixão serão feitos por alunos da Academia do Barro Branco.

Publicidade

Policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) e do 3º Batalhão de Choque também vão ajudar no patrulhamento, assim como os helicópteros Águia da PM.

Leia também

Ainda no trajeto, batedores do 2º Batalhão de Choque em São Paulo e em Santos e membros da Polícia Rodoviária serão os responsáveis por acompanhar o carro com o corpo de Pelé na rodovia dos Imigrantes.

Publicidade

Quando necessário, policiais militares responsáveis pelo trânsito vão intervir no trajeto para melhor fluidez e menor impacto para os demais motoristas.

O carro do Corpo de Bombeiros só não será usado caso as condições do tempo não permitam.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.