Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Principal causa de incapacidade, dor lombar afetará 843 milhões de pessoas no mundo até 2050

Em 2020, problema afetava 619 milhões de indivíduos; envelhecimento populacional é uma das razões, segundo estudo

Saúde|Do R7


Um estudo publicado nesta segunda-feira (22) na revista Lancet Rheumatology alerta para o aumento global dos casos de dor lombar. Os pesquisadores estimam, com base nos dados do relatório Carga Global de Doenças 2021, que o mundo terá 843 milhões de pessoas afetadas por essa condição até 2050. Para se ter ideia, em 2020, eram 619 milhões.

Segundo o artigo, "a dor lombar é altamente prevalente e a principal causa de anos vividos com incapacidade".

O Brasil é citado na publicação devido ao impacto econômico da lombalgia. Aqui, verificou-se uma média de cem dias de afastamento do trabalho por pessoa que sofre com dor nas costas todos os anos.

A perda de produtividade devido às faltas no trabalho tiveram um custo estimado de US$ 2,2 bilhões (cerca de R$ 11 bilhões, na cotação atual) no Brasil.

Publicidade

Os pesquisadores alertam que a falta de uma abordagem constante no tratamento de dor lombar levará a uma crise de saúde, já que em todo o mundo é a principal causa de incapacidade.

"Os sistemas de saúde precisam responder a esse fardo enorme e crescente de dor lombar que está afetando as pessoas em todo o mundo. Muito mais precisa ser feito para prevenir a dor lombar e garantir o acesso oportuno aos cuidados, pois existem maneiras eficazes de ajudar as pessoas com dor", afirma em comunicado o professor Anthony Woolf, co-presidente da Aliança Global para a Saúde Musculoesquelética.

Publicidade

Além do envelhecimento populacional – idosos são os mais afetados –, o estudo também considera "fatores ergonômicos ocupacionais, IMC (índice de massa corporal) elevado e tabagismo, como fatores de risco associados ao aumento dos casos de dor lombar.

Outro ponto que preocupa especialistas é a difusão de tratamentos inadequados para lombalgia. De 2018 para cá, constatou-se que terapias comuns recomendadas para esse tipo de dor têm eficácia desconhecia ou são ineficazes, o que inclui cirurgias e medicamentos opioides.

Publicidade

A dor lombar pode se tornar um precursor de outros problemas crônicos de saúde, como diabetes, doenças cardiovasculares e transtornos mentais, alerta a coautora do estudo, Katie de Luca, da CQUniversity.

"A dor lombar continua a ser a maior causa de carga de incapacidade em todo o mundo. Existem consequências socioeconômicas substanciais dessa condição, e o impacto físico e pessoal ameaça diretamente o envelhecimento saudável."

Quase metade dos brasileiros sofre com dor nas costas. Veja sete dicas para diminuir este problema

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.