Quais são as diferenças entre os sintomas da dengue e da covid-19?

Infectologista explica que as doenças são parecidas em um primeiro momento, mas é preciso ficar atento aos demais sinais

Casos de Dengue não costumam apresentar sintomas respiratórios

Casos de Dengue não costumam apresentar sintomas respiratórios

Freepik

A epidemia do novo coronavírus preocupa muitos brasileiros pela semelhança de sintomas com outra doença grave: a dengue.

Segundo o médico presidente da Sociedade Catarinense de Infectologia, Fábio Gandenzi, doenças infecciosas como essas não demonstram sintomas específicos no começo para que haja uma distinção nítida que ajude no tratamento. Porém, em um estágio mais avançado, as diferenças começam a aparecer.

O especialista explica que os casos de dengue não costumam apresentar sintomas respiratórios bem delineados, como a tosse e a coriza. A doença é identificada, principalmente, pela febre aguda, que resulta em dor nos ossos e dor atrás dos olhos.

Leia também: Chilenos se organizam para combater fome em meio à crise

Já a covid-19 provoca uma produção maior de muco. Embora a coriza não seja tão característrica, Gandenzi afirma que a tosse é o sintoma mais definitivo para a distinção entre as doenças. Além disso, a febre causada pelo novo coronavírus costuma ser mais branda, não resultando em dor, e as dores de cabeça são mais gerais.

"É importante que o cidadão consulte um profissional de saqúde antes de tentar qualquer tratamento, e não se automedique. Ele deve ajudá-lo nesse processo de identificação e tratamento da doença", completa o médico.

*Estagiário sob supervisão de Pablo Marques