Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Tecnologia e Ciência
Publicidade

Facebook pode estar te devendo uma grana! Saiba como receber

A empresa aceitou decisão da Justiça para pagar R$ 3,5 bilhões a usuários que tiveram dados vazados 

Tecnologia e Ciência|Do R7


Empresa de Mark Zuckerberg vai desembolsar R$ 3,5 bilhões após caso da Cambridge Analytica
Empresa de Mark Zuckerberg vai desembolsar R$ 3,5 bilhões após caso da Cambridge Analytica

O Facebook terá que pagar R$ 3,5 bilhões (725 milhões de dólares) a usuários que tiveram seus dados vazados. Até 87 milhões de pessoas que têm perfis na rede social podem ter tido informações pessoais acessadas indevidamente pela Cambridge Analytica, empresa especializada em prospecção e análise de dados envolvida num escândalo em 2018.

Após aceitar a decisão da Justiça, o Facebook criou um site para identificar os eventuais prejudicados com o vazamento de dados — clique aqui e veja se você tem direito a algum recurso.

O dinheiro, porém, está restrito a usuários que acessaram o Facebook dos Estados Unidos entre maio de 2007 e dezembro de 2022. "Se você foi usuário do Facebook nos Estados Unidos entre 24 de maio de 2007 e 22 de dezembro de 2022, pode ser elegível a receber indenização em dinheiro por conta do Acordo de Ação Coletiva", diz o site.

O usuário que avalia ter sido prejudicado precisa registrar a reclamação em formulário específico. O acesso pode ser feito por meio de link, no site criado. O prazo para enviar a solicitação é 25 de agosto de 2023. 

Publicidade

Quem não aceitar o acordo poderá entrar com uma nova ação na Justiça contra a Meta — empresa dona do Facebook, WhatsApp e Instagram. Nesse caso, basta cancelar a indenização solicitada pelo site até 26 de julho de 2023.

Meta, que é dona do Facebook, aceitou pagar indenização bilionária
Meta, que é dona do Facebook, aceitou pagar indenização bilionária

Dados vazados pelo Facebook

Publicidade

Ao longo dos anos, a Meta enfrentou alguns processos judiciais de usuários que alegam ter a empresa permitido que seus dados pessoais fossem acessados por terceiros sem a devida permissão deles.

Os advogados das vítimas afirmam, em ação coletiva, que, além de falhar no monitoramento desses conteúdos, o Facebook facilitou o acesso a dados de amigos dos usuários prejudicados. Para completar, segundo os advogados, depois de descobrir os vazamentos a rede social não aplicou punições aos implicados no acesso indevido.

Para ter direito a indenização, além de ter acessado o Facebook do território americano, o usuário deverá pagar taxas administrativas, o que reduzirá consideravelmente a quantia final, alerta o site Mashable, especializado na cobertura de tecnologia. De qualquer forma, é dinheiro que pode voltar para o seu bolso.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.