Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Tecnologia e Ciência
Publicidade

YouTube encerra maior transmissão ao vivo da história da plataforma

Canal de música ficou ativo por mais de 13 mil horas seguidas e acumulou 218 milhões de visualizações ao longo de três anos

Tecnologia e Ciência|Guilherme Carrara, do R7*


Canal ChilledCow transmitiu músicas do estilo “LoFi” por mais de 13 mil horas seguidas
Canal ChilledCow transmitiu músicas do estilo “LoFi” por mais de 13 mil horas seguidas

O YouTube encerrou nesta semana o vídeo ao vivo com maior duração da história da plataformaw. O canal ChilledCow transmitiu músicas do estilo “LoFi” por mais de 13 mil horas seguidas e acumulou 218 milhões de visualizações ao longo de três anos.

Leia também

A plataforma retirou o vídeo do ar e baniu o canal que hoje tem 4 milhões de inscritos do mundo todo.

A livestream funcionava como uma rádio pirata dentro do YouTube e, teoricamente, tocava apenas músicas sem direitos autorais e disponíveis gratuitamente. Porém, Dimitri, 23 anos, o dono do canal, postou no Twitter que recebeu uma notificação alegando que seu canal estava infringindo as diretrizes da plataforma.

Ao perceberem que o vídeo saiu do ar, o público se revoltou e pediu que a decisão fosse revogada.

Publicidade

Ao longo dos três anos que ficou na plataforma tocando 24 horas por dia, o chat do vídeo se tornou uma comunidade em que pessoas conversavam enquanto ouviam as músicas.

Youtube assumiu o erro

“Nosso time confirmou que o erro foi nosso e o canal vai voltar ao ar. Sentimos muito pelo ocorrido”, afirmou o YouTube afirmou em declaração no Twitter.

Publicidade

“Minha conta foi banida, obrigado do fundo do coração a pelo tremendo suporte de todo a comunidade”, afirmou Dimitri.

Outros canais que fazem o mesmo tipo de transmissão também passam por problemas com direitos autorias ou por conta das músicas ou pelos GIFs que rodam infinitamente nos vídeos.

Canal já está na ativa novamente

O ChilledCow retornou com a livestream dois dias depois de ser derrubado, no 25 de fevereiro. Em agosto de 2017 o vídeo também foi derrubado após o Studio Ghibli assumir a autoria do GIF usado.

*Estagiário R7, sob supervisão de Pablo Marques

Veja também:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.