Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Saúde

25/2/2013 às 01h30 (Atualizado em 25/2/2013 às 12h46)

Nova lei seca: café, água ou cochilo não aceleram a eliminação do álcool no sangue, avisa especialista

Alguns fatores, como sexo, peso, alimentação e genética, interferem no metabolismo da bebida alcoólica

Do R7*

Eliminação do álcool no sangue demora mais na mulher, pois este é absorvido com mais rapidez, explica especialista Werther Santana/05.07.2008/Estadão Conteúdo

Ao contrário do que muitos pensam, banho gelado, café e horas de sono não aceleram a metabolização do álcool, conforme garante o psiquiatra dr. Ronaldo Laranjeiras, professor-titular da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e diretor da Uniad (Unidade de Pesquisa em Álcool e Outras Drogas).

— Esses métodos não funcionam, assim como não há medicamentos que contribuam para acelerar o processo de eliminação da bebida alcoólica no organismo.

Como a fórmula álcool e direção não combina, a Lei Seca se tornou mais rígida e não tolera nenhuma gota de bebida. Caso o motorista da vez burle a regra, o dr. Laranjeira explica que a cada dose consumida o indivíduo deverá esperar uma hora para que o fígado consiga metabolizar a bebida.

— Se a pessoa ingerir cinco copos de cerveja, a metabolização total do álcool será de cinco horas. Se a ingestão for de 12 copos, a espera deve ser de 12 horas.

Como a absorção e metabolização do álcool sofrem alterações, pois há interferência do sexo do indivíduo, peso, genética e ingestão de alimentos, a orientação do especialista é deixar a bebida alcoólica de lado e optar pelo refrigerante, suco ou água.

— A eliminação do álcool da corrente sanguínea demora mais na mulher, pois este é absorvido com mais rapidez. Além disso, por possuir mais gordura no corpo, comparado ao homem, a metabolização da bebida alcoólica é mais lenta.

Bebida alcoólica é responsável por 21% dos acidentes de trânsito atendidos pelo SUS

No caso de bombom de licor e enxaguante bucal, o médico garante que isso não interfere no grau de alcoolismo do motorista, mas pode ser acusado no bafômetro. Segundo o Departamento de Polícia Rodoviária Federal, quando isso acontecer o condutor deve avisar a autoridade sobre o ocorrido. Assim, será realizada uma limpeza bucal com água e após 15 minutos o teste do bafômetro poderá ser refeito.

Mitos e verdades

Quando o álcool é ingerido em grandes quantidades, o corpo sofre desidratação. O melhor modo de amenizar esse sintoma e evitar a ressaca é beber bastante água, avisa a gastroenterologista dra. Débora Dourado, do Hospital São Luiz.

— Neste caso, manter-se hidratado é importante. Mas vale ressaltar que a água não ajuda na eliminação da bebida no sangue.

Remédio usado para "enganar" o bafômetro é vendido sem receita

Outros fatores como a velocidade com que se consome a bebida alcoólica e a alimentação interferem na eliminação do álcool.

— Se a pessoa beber com rapidez e em grandes quantidades, a metabolização se torna mais lenta. E quando o estômago estiver cheio, a absorção do álcool será mais difícil, diminuindo sua quantidade na corrente sanguínea.

Riscos

Quem bebe e dirige corre o risco de sofrer graves acidentes no trânsito. Isso se deve ao fato de que o álcool causa a diminuição dos reflexos, perda da memória e falta de coordenação motora, levando o condutor a ficar embriagado e desatento.

Jovens que recorrem ao Viagra, álcool e drogas falham na hora H

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas também desenvolve sérios problemas em alguns órgãos, explica dr. Laranjeiras.

— A pessoa pode sofrer danos cerebrais, cirrose, hipertensão, arritmia, entre outros problemas cardiovasculares.

*Camila Savioli, estagiária do R7

 

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Compartilhe
Transformação do corpo

Dançarina do Legendários diz: “Era doente, me pesava 10 vezes por dia”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Ajude o Pedrinho

Mãe abre o coração e admite "tenho medo de perder meu filho"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Higiene íntima

Cheiro ruim nas partes íntimas? Veja as causas e dicas para driblar o problema

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Saúde

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
História de amor

Britânico morre horas depois de se casar em cama de hospital

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Saúde ocular

Ameba "come" olho de jovem que usou lente de contato por seis meses seguidos

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!