Bahia Projeto de lei propõe que agentes de trânsito portem armas não-letais

Projeto de lei propõe que agentes de trânsito portem armas não-letais

A proposta foi protocolada pelo presidente da Câmara de Salvador, Léo  Prates, após manifestação dos funcionários da Transalvador

  • Bahia | Matheus Pastori de Araujo, do R7

Os funcionários da autarquia pedem ainda um treinamento para o manuseio das armas

Os funcionários da autarquia pedem ainda um treinamento para o manuseio das armas

Reprodução

O presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Léo Prates (DEM), protocolou projeto de lei que prevê a utilização de armas não-letais pelos agentes da Superintendência de Trânsito da capital (Transalvador). A matéria é de autoria do próprio Léo Prates.

A atitude do vereador foi tomada após uma reunião na tarde desta quarta-feira (2), durante um protesto dos agentes em frente à Câmara. Eles cobravam uma posição dos parlamentares quanto ao projeto de lei nº 386/15.

A manifestação começou na sede da Transalvador, bairro dos Barris, no Centro da cidade, pela manhã. Não houve tumultos ou registros de violência até o momento desta publicação.

Os funcionários da autarquia pedem ainda a previsão de um treinamento para o manuseio das armas.

Leia mais do R7 Bahia, portal de notícias da RecordTV Itapoan

Últimas