Acidentes de trânsito matam mais que crimes violentos em 10 Estados

Estudo aponta que número de óbitos no trânsito foi 42% maior do que o de crimes de homicídio, latrocínio e lesão corporal em 2019

São Paulo teve 23.757 mortes no trânsito em 2019

São Paulo teve 23.757 mortes no trânsito em 2019

Marcelo Goncalves/Sigmapress/Estadão Conteúdo

Os acidentes de trânsito mataram, em 2019, mais do que os crimes de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte em 10 Estados brasileiros. A avaliação, divulgada pela Seguradora Líder, leva em conta as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT e os dados do Ministério da Justiça.

De acordo com o levantamento, somente em 2019 os São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Ceará, Maranhão, Goiás, Santa Catariana, Mato Grosso, Piauí e Paraná somaram 23.757 indenizações por acidentes de trânsito e registraram 16.666 óbitos por crimes violentos, diferença superior a 42%.

Leia mais: Falta de atenção e violação das leis causam 50% dos acidentes

Os Estados de São Paulo e Minas Gerais lideram a lista com 6.026 e 4.161 sinistros pagos por acidentes fatais no trânsito, contra 3.200 e 2.833 óbitos por crimes violentos, respectivamente.

Os outros oito Estados somaram 13.570 indenizações do Seguro DPVAT destinadas a acidentes que resultaram em mortes. Em 2019, os crimes violentos somaram 10.633 óbitos nas localidades.

O diretor de operações e TI da Líder, Iran Porto, alerta que, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus acidentes e mortes no trânsito continuam acontecendo.

"Devemos aproveitar a representatividade do mês de maio, por conta do movimento Maio Amarelo, para reforçar a importância do constante investimento em prevenção, educação e medidas cada vez mais rigorosas de fiscalização no trânsito", afirma Porto.