Brasil Anvisa tem 30 dias para dizer se Bahia pode comprar a Sputnik-V

Anvisa tem 30 dias para dizer se Bahia pode comprar a Sputnik-V

Estado poderá comprar o imunizante russo caso a agência regulatória não se manifeste dentro do prazo

  • Brasil | Do R7

Uma liminar concedida nesta segunda (26) por Ricardo Lewandowski, ministro do Supremo Tribunal Federal, exige que a Anvisa responda, em até 30 dias, se a Bahia pode ou não importar a vacina Sputnik-V. Nesta segunda (26), os gerentes da agência reguladora se reuniram e reprovaram a importação e aplicação do imunizante russo contra a covid-19.

Além da Bahia, outros estados também fizeram o mesmo tipo de pedido. São eles Ceará, Amapá, Piauí e Maranhão.

No caso da Bahia, o estado poderá importar e distribuir a vacina caso a Anvisa não se manifeste dentro do prazo de 30 dias estipulado pelo STF. Pela decisão de Lewandowski, se houver a importação nestes termos pelo governo baiano, a aplicação das doses "é de sua exclusiva responsabilidade, e desde que observadas as cautelas e recomendações do fabricante e das autoridades médicas”.

Últimas