Brasil Bia Kicis cobra a devolução de pertences de deputado bolsonarista

Bia Kicis cobra a devolução de pertences de deputado bolsonarista

Deputada afirma que entrou com um requerimento junto à Câmara pedindo que "faça valer" a imunidade parlamentar de Daniel Silveira

Agência Estado - Política
Bia cita nominalmente o presidente da Casa no pedido

Bia cita nominalmente o presidente da Casa no pedido

Cleia Viana/Câmara dos Deputados-05/03/2020

A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) usou as redes sociais na tarde desta terça-feira (16) para informar que entrou com um requerimento junto à Câmara dos Deputados pedindo que "faça valer" a imunidade parlamentar do também deputado federal, e companheiro de partido, Daniel Silveira (PSL-DF).

Citando Rodrigo Maia, ela pede que sejam devolvidos os pertences do parlamentar apreendidos na Operação Lume, realizada na manhã desta terça-feira (16), a pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República) e por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes.

Leia mais: Deputado e blogueiro são alvos da PF no caso de atos antidemocráticos

A Polícia Federal cumpre 21 mandados de busca e apreensão em cinco Estados e no Distrito Federal no âmbito do inquérito sobre a organização e o financiamento de atos antidemocráticos. Ambos os deputados tiveram o sigilo bancário quebrado por ordem Alexandre.

"A Constituição Federal, em seu artigo 53, prescreve que: 'Os deputados e senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos'. Estamos diante de uma flagrante ação de agressão direta à inviolabilidade de um de nossos pares e de uma claríssima afronta à Constituição Federal", diz Bia no documento exposto em sua página no Twitter.

Leia mais: Moraes autoriza quebra do sigilo bancário de bolsonaristas

Membro da base aliada de Jair Bolsonaro (sem partido), Daniel Silveira usou sua conta no Twitter nesta manhã para dizer que a Polícia Federal estava em seu apartamento. Além do deputado, entre outros alvos da ação estão o blogueiro Allan dos Santos, o empresário e advogado Luís Felipe Belmonte, principal operador político do Aliança pelo Brasil, o publicitário Sérgio Lima, marqueteiro do partido que o presidente Jair Bolsonaro tenta criar, e o investidor Otavio Fakhoury, financiador do site Crítica Nacional. A ofensiva mira ainda youtubers bolsonaristas.

"Polícia Federal em meu apartamento. Estou de fato incomodando algumas esferas do velho poder. E cada dia estarei mais firme nessa guerra! Ah! E não nos esqueçamos nunca: #NaoMexamComWeintraub. Força & Honra!", afirmou o parlamentar.

Últimas