Brasil Câmara aprova reajuste de salário mínimo para R$ 1.100 em 2021

Câmara aprova reajuste de salário mínimo para R$ 1.100 em 2021

Valor repõe apenas a perda no poder de compra devido a alta de preços ao longo de 2020. Texto irá para análise do Senado

Brasileiros ficarão pelo segundo ano seguido sem aumento real na remuneração

Brasileiros ficarão pelo segundo ano seguido sem aumento real na remuneração

Marcello Casal JrAgência Brasil - 13.10.2020

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (26), em votação simbólica, a MP (Medida Provisória) 1021/20, que elevou o salário mínimo para R$ 1.100 a partir de 1º de janeiro de 2021, em reajuste de 5,26% em relação ao valor anterior (R$ 1.045). O texto agora seguirá para análise e revisão do Senado.

Os R$ 55 a mais significam impacto de R$ 17,3 bilhões para os cofres públicos, de acordo com cálculos do ministério da Economia que considera as despesas maiores na Previdência Social. O aumento afeta também o abono salarial e benefícios sociais.

O reajuste, porém, repõe apenas a perda no poder de compra dos brasileiros devido a alta de preços ao longo de 2020. Na prática, assalariados e beneficiários do INSS ficarão pelo segundo ano seguido sem aumento real na remuneração.

A previsão de alta de 5,26% do mínimo foi baseada na revisão do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), inflação das famílias com renda de até cinco salários mínimos, que deverá encerrar 2020 em 5,22%, segundo projeção do Boletim Focus, do Banco Central.

Últimas