Brasil Comissão aprova impeachment do governador de SC e isenta vice

Comissão aprova impeachment do governador de SC e isenta vice

Novo pedido se refere à compra de 200 respiradores, com pagamento de R$ 33 milhões, e a supostas irregularidades de hospital de campanha

  • Brasil | Do R7

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva

Divulgação/Secom

A comissão especial encarregada de analisar o segundo pedido de impeachment em tramitação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina aprovou nesta terça-feira (13) o prosseguimento da ação contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e a retirada dos autos da vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido). A informação é da Agência de Notícias da Assembleia Legislativa.

Leia também: Carlos Moisés é alvo de segundo pedido de afastamento em SC

Moisés e Daniela já são alvo de outro processo de impeachment por por crime de responsabilidade. Eles são acusados de conceder aumento aos procuradores do Estado por meio de um procedimento administrativo sigiloso e ilegal, sem autorização legislativa. 

Nesta terça, o advogado Marcos Probst, encarregado da defesa do governador, e a deputada Paulinha (PDT), líder do governo, chegaram a apresentar requerimentos solicitando o adiamento da votação do processo por até dez sessões e o ajuntamento de novos documentos aos autos, que foram rejeitados por maioria de votos.

O pedido de impeachment em questão foi apresentado no início de agosto por um grupo de 16 pessoas, entre advogados, desembargador aposentado, profissionais liberais e empresários, e refere-se à compra de 200 respiradores da empresa Veigamed, com pagamento antecipado de R$ 33 milhões, e a possíveis irregularidades envolvendo a contratação de um hospital de campanha em Itajaí, no valor de R$ 100 milhões.

Últimas