Brasil Governo e Congresso trabalharão em perfeita harmonia, diz Guedes

Governo e Congresso trabalharão em perfeita harmonia, diz Guedes

Ministro disse que governo agirá "dentro do protocolo" se pandemia ameaçar, após reunião com Arthur Lira

  • Brasil | Do R7

O ministro Paulo Guedes e o presidente da Câmara, Arthur Lira

O ministro Paulo Guedes e o presidente da Câmara, Arthur Lira

AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO-04/02/2021

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira (4) que governo e Congresso trabalharão "em perfeita harmonia" na retomada das reformas. Ao lado do presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), que foi ao Ministério da Economia para reunir-se com o ministro, Guedes destacou a PEC do Pacto Federativo, independência do Banco Central e a reforma administrativa.

O ministro afirmou também que, se a pandemia ameaçar o país, o governo já sabe como reagir "dentro do protocolo", citando como uma medida a antecipação do décimo terceiro salário para aposentados e idosos mais vulneráveis. "Nós temos o protocolo da crise, se a pandemia nos ameaçar, nós sabemos como reagir", disse Guedes.

O ministro também iria se reunir com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Houve um atraso por causa da sessão no Senado.

"Há medidas, inclusive, que não têm efeito fiscal, já conversamos com o presidente Bolsonaro também. Antecipação para os mais frágeis, os mais idosos, antecipação do décimo terceiro, como fizemos antes, então tem uma série de medidas que nós podemos andar enquanto retomamos as reformas que já estavam lá."

Lira afirmou que a sequência de projetos a ser apreciada no Congresso Nacional será, na Câmara, a reforma administrativa e, no Senado, as PECs do Pacto Federativo, dos fundos e emergencial.

"Estamos absolutamente sintonizados com o governo federal e a pauta de reformas, a solidificação da nossa economia, com previsibilidade e harmonia", disse Lira, confirmando que o projeto de autonomia do Banco Central, já aprovado no Senado, estará na pauta da Câmara na próxima semana.

Últimas