Brasil Moro autoriza uso da Força Nacional em área indígena do Maranhão

Moro autoriza uso da Força Nacional em área indígena do Maranhão

A aldeia dos Guajajara está localizada no município de Jenipapo dos Vieiras, quinhentos quilômetros ao sul da capital São Luís

  • Brasil | Do R7

No dia do crime, Moro afirmou que a PF iria ao local

No dia do crime, Moro afirmou que a PF iria ao local

FREDERICO BRASIL/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 05/12/2019

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou nesta segunda-feira (9) o envio de tropas da Força Nacional para o Maranhão, na região onde dois índios da etnia  Guajajara morreram em um atentado a tiros registrado no sábado (7). 

Ainda no sábado, o ministro afirmou, no Twitter, que a equipe da Polícia Federal foi enviada ao local para investigar o crime e suas motivações. "Nossa solidariedade às vítimas e aos seus familiares", escreveu.

A aldeia está localizada no município de Jenipapo dos Vieiras, no Maranhão, 500 quilômetros ao sul da capital São Luís. 

O Ministério da Justiça informa a Força Nacional irá apoiar o trabalho da Fundação Nacional do Índio (Funai) nas ações de segurança pública por 90 dias, a partir de 10 de dezembro. O prazo pode ser prorrogado caso seja necessário.

Não está definido o número de servidores enviados para a operação.

O caso

No início da tarde de sábado, dois índios da etnia guajajara foram baleados às margens da BR-226, no município de Jenipapo dos Vieiras, no Maranhão. Segundo a Funai, os indígenas foram atingidos por tiros disparados por ocupantes de um veículo Celta de cor branca e com vidros espelhados.

Antes, em 1º de novembro, Paulo Paulino Guajajara foi morto em uma emboscada na Terra Indígena Arariboia (MA) quando realizava uma ronda contra invasões.

Últimas