Brasil Morre, aos 85 anos, a escritora Nélida Piñon

Morre, aos 85 anos, a escritora Nélida Piñon

Carioca foi a primeira mulher a presidir a ABL (Academia Brasileira de Letras) em 100 anos de história da instituição

  • Brasil | Do R7, com informações da EFE

Resumindo a Notícia
  • Escritora Nélida Piñon, de 85 anos, morreu neste sábado (17) em Lisboa, Portugal

  • Piñon foi a primeira mulher a presidir a ABL (Academia Brasileira de Letras)

  • ABL não confirmou a causa da morte da escritora

Nélida Piñon foi a primeira mulher a presidir a Academia Brasileira de Letras

Nélida Piñon foi a primeira mulher a presidir a Academia Brasileira de Letras

Reprodução Site/ABL

A escritora Nélida Piñon, a primeira mulher a presidir a ABL (Academia Brasileira de Letras) em um século, morreu, aos 85 anos, em Lisboa, em Portugal, segundo divulgou neste sábado (17) a entidade.

A autora de 25 livros, que recentemente recebeu cidadania da Espanha pela origem da família, da região da Galícia, foi a ganhadora do Prêmio Príncipe das Astúrias, um dos mais importantes do país ibérico, em 2005.

Ocupante da cadeira de número 30 da ABL, para a qual foi eleita em 27 de julho de 1989, Piñon se tornou sete anos depois a primeira mulher, em 100 anos, a presidir a academia, no ano do primeiro centenário da entidade.

Ainda de acordo com a ABL, a causa da morte ainda não foi confirmada. O sepultamento será no mausoléu da academia, que fará uma Sessão da Saudade no dia 2 de março.

Últimas