Brasil PF inicia operação que combate crimes previdenciários

PF inicia operação que combate crimes previdenciários

Estimativa é que esquema tenha gerado prejuízo imediato de R$ 1,9 milhão com a concessão irregular de 33 benefícios

Crimes previdenciários

Autoridades cumprem mandados no Rio de Janeiro

Autoridades cumprem mandados no Rio de Janeiro

Fotoarena/Folhapress

A PF (Polícia Federal) iniciou na manhã desta quarta-feira (17) uma operação que combate crimes previdenciários. Batizada de A Casa das Fraudes, a ação cumpre mandados de busca e apreensão nos bairros de Anchieta e do Cachambi, no Rio de Janeiro (RJ).

Advogada é presa pela PF suspeita de golpe no auxílio-reclusão em MG

A ação é realizada em conjunto com a Secretaria de Previdência do Ministério da Economia, o Ministério Público Federal e o Instituto de Identificação Félix Pacheco. 

As investigações começaram em 2017, a partir de levantamentos do Nuinp/RJ (Núcleo de Inteligência Previdenciária do Rio de Janeiro). As autoridades descobriram um esquema criminoso que falsificava documentos públicos para concessão irregular de pensão por morte e BPC (Benefícios de Prestação Continuada). 

A estimativa é que fraude tenha gerado prejuízo de R$ 1,9 milhão, com a concessão irregular de 33 benefícios. O esquema conta com atuação de três procuradores, relacionados a 22 benefícios cadastrados para seu endereço residencial. 

Segundo a PF-RJ, o prejuízo evitável, ou seja, apurado segundo a tábua de expectativa média de vida da população brasileira elaborada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), caso ocorra a consequente suspensão imediata dos benefícios ativos, será de, aproximadamente, R$ 3,23 milhões.