Brasil PM do Ceará prende 37 policiais militares por deserção

PM do Ceará prende 37 policiais militares por deserção

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, a lista de deserções inclui os nomes de 61 policiais militares

  • Brasil | Ana Vinhas, do R7

Homens do Exército fazem o policiamento em Fortaleza

Homens do Exército fazem o policiamento em Fortaleza

João Dijorge / Estadão Conteúdo / 23.02.2020

A Polícia Militar do Ceará prendeu neste domingo (23) 37 policiais militares que tiveram nomes publicados em Boletim do Comando-Geral, em razão de deserção especial, ou seja, quando o militar deixa de se apresentar no local em que serve.

Leia também: Veja os salários iniciais da PM no país. Do Ceará é um dos mais baixos

O estado enfrenta onda de protesto e violência com a greve de policiais militares, que culminou com o senador Cid Gomes baleado em manifestação na quarta-feira (19). O governo federal decretou a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), que autorizou o envio das Forças Armadas.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, as prisões de policiais militares estão ocorrendo desde as 16 horas deste domingo (23). A lista de deserções inclui os nomes de 61 policiais militares.

A deserção especial é um infração contida no Código Penal Militar, no artigo 190, que prevê pena de detenção de até três meses.

Outros quatro PMs já haviam sido presos na semana passada. Três deles foram autuados pelo crime de motim, na última terça-feira (18), após serem flagrados danificando os pneus de uma viatura da Polícia Militar do Ceará.

Os militares estavam com armas de fogo no momento das prisões. Um quarto PM foi autuado em flagrante, na madrugada da quinta-feira (20), pelo crime de incêndio, com base no Código Penal.

Onda de violência

Foram registrados 122 assassinatos desde a quarta-feira (19). A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará informou que somente no (22) foram registrados 34 mortes. Os protestos dos policiais militares em greve começaram na terça-feira (18).

Últimas