Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Reforma trabalhista será analisada simultaneamente por duas comissões no Senado

Expectativa do governo é de que o texto seja votado nas comissões até o início de junho

Brasil|Do R7

Ao chegar em cada um dos colegiados, caberá aos presidentes de cada comissão nomear os relatores da proposta
Ao chegar em cada um dos colegiados, caberá aos presidentes de cada comissão nomear os relatores da proposta Ao chegar em cada um dos colegiados, caberá aos presidentes de cada comissão nomear os relatores da proposta

O projeto de lei da reforma trabalhista, aprovado pela Câmara na semana passada, chegou ao Senado nesta terça-feira, 2. Em reunião de líderes, no início da tarde, os parlamentares decidiram que a proposta irá tramitar simultaneamente na CAS (Comissão de Assuntos Sociais), presidida pela senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) e CAE (Comissão de Assuntos Econômicos), cujo presidente é o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

A expectativa dos governistas é de que o texto seja apreciado nas comissões até o início de junho.

Ao chegar nos colegiados, caberá aos presidentes de cada comissão nomear os relatores da proposta. Pelo regimento da Casa, a reforma trabalhista teria a obrigação de tramitar apenas na CAS, mas também poderia ser analisada por outras duas comissões.

Os governistas tentam evitar, contudo, que o texto passe pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), presidida por Edison Lobão (PMDB-MA),.

Publicidade

Na ausência do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), que realiza exames médicos em São Paulo, o vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), comandou o encontro com os líderes para anunciar a tramitação da proposta.

A líder do PT, Gleisi Hoffmann (PR), pediu para que o texto também passasse pela CDH (Comissão de Direitos Humanos), presidida pela petista Regina Sousa (PI), porém Cássio rejeitou a solicitação "Nem tão rápido, nem tão lento", justificou. A parlamentar afirmou que vai fazer um apelo no plenário.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.